PublicidadePublicidade

MP leva Saneago à Justiça por falta d’água em Anápolis

Promotor chama crise hídrica de “caos” e alerta que problema está afetando a economia da cidade

Da Redação -

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) propôs uma ação civil coletiva para responsabilizar a Saneago por danos morais e materiais provocados à população que está sofrendo com a falta d’água de Anápolis.

De acordo com o órgão, o objetivo é obter a condenação da empresa para implementar obras, realizar as medidas necessárias para o adequado abastecimento e indenizar por danos morais coletivos e danos materiais individuais os consumidores.

Ao município, o MP-GO solicitou uma fiscalização eficaz em relação à companhia e a proibição de celebrar, por enquanto, o contrato de programa ou outro instrumento com a empresa visando à concessão do serviço.

PublicidadePublicidade

Por fim, tanto a Prefeitura de Anápolis quanto a Saneago deverão providenciar o abastecimento imediato de água à população, por qualquer meio, em especial através de caminhões-pipa para os que estão constantemente sem água em casa.

De acordo com o promotor de Justiça Paulo Henrique Martorini, Anápolis vive há muitos anos uma crise no serviço público de abastecimento e , apesar de ser uma das maiores economias de Goiás, não tem recebido o tratamento devido.

“O caos chegou ao ápice com a concessão de férias coletivas por algumas empresas instaladas no Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA), pela falta de água, o que poderá acarretar sérios problemas para a economia local”, disse.

Com a palavra a Saneago

A Saneago informa que ainda não foi citada na ação. A companhia vai se pronunciar após ser formalmente notificada e tiver conhecimento do conteúdo do processo.

Com a palavra a Prefeitura de Anápolis

A reportagem do Portal 6 deixa aberto o espaço para receber um posicionamento da Administração Municipal sobre a ação do MP-GO. Por isso, esta matéria poderá ser atualizada a qualquer momento.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade