Portal 6

Movimento antivacina preocupa autoridades e Anápolis inicia campanha

(Foto: Bruno Velasco)

Tríplice viral, que todos precisam ter tomado ao menos duas doses, já está disponível gratuitamente em 20 unidades espalhadas pela cidade

Em 2019, o Ministério da Saúde precisou desmentir mais de 100 notícias falsas e boatos que questionavam a eficácia das vacinas. Entre vídeos, textos e imagens, os conteúdos incluíam relatos sem provas, pesquisas científicas derrubadas há décadas e argumentos sem fundamentação sobre falsos efeitos colaterais das vacinas.

Uma das consequências dessa onda de desinformação e ataque à credibilidade da imunização fornecida pelo serviço público foi o reaparecimento de casos de sarampo e o Brasil, após décadas de erradicação, deixou de ser livre da doença.

Levantamento do Ibope apontou no ano passado que 67% dos brasileiros acredita em ao menos uma informação imprecisa sobre vacinação. Apesar disso, 87% garantem nunca ter deixado de se vacinar ou vacinar uma criança sob sua responsabilidade.

Com a ascensão do movimento antivacina na internet, o Governo Federal preparou uma grande campanha para fevereiro. E Anápolis, mesmo não sendo um município com indícios da ação de grupos que compartilham dessa corrente, se adiantou e deu início ao combate de sarampo ainda em janeiro.

Desde esta segunda-feira (27) a Prefeitura vem reforçando a necessidade da população atualizar o cartão de vacinas,  já que a tríplice viral – que protege contra sarampo, caxumba e rubéola – deve ser aplicada nas crianças de seis a 11 meses (dose zero); 12 meses a 29 anos (duas doses; e 30 a 49 anos (uma dose).

“Quem comprovar as duas doses não precisa se vacinar novamente. Por isso é importante guardar o cartão de vacinação”, frisou Juliana Parreira, gerente de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), lembrando que a exceção acima de 49 anos são os profissionais da saúde que devem receber duas doses.

Para receber a população, Anápolis dispõe de 20 salas de vacinas em unidades de saúde distribuídas em diversos pontos de todas as regiões. A maioria possui novos refrigeradores, adquiridos pelo prefeito Roberto Naves (Progressistas), específicos para conservação de imunobiológicos, o que garante a eficácia das vacinas.

Confira as unidades de saúde com salas de vacinas

Residencial Arco-Íris
Jardim Arco Verde
Jardim Guanabara
Bairro de Lourdes
Bairro das Bandeiras
Bairro Calixtolândia
Conjunto Filostro Machado
Jardim Suíço
Bairro JK
Setor Industrial Munir Calixto
Parque Iracema
Parque dos Pirineus
Bairro Recanto do Sol
Bairro São Carlos
Bairro São José
Bairro São Lourenço
Bairro Santo Antônio
Bairro Jundiaí (Unidade de Saúde Dr. Ilion Fleury Jr.)
Vila União
Vivian Parque

Quer comentar?

Comentários




Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.