Portal 6

Caiado justifica por que desistiu de comprar 300 mil testes rápidos do novo coronavírus

(Foto: Divulgação)

Remessa deveria chegar ao estado na próxima terça-feira (31), mas o contrato foi cancelado em 24h após ordem do governador

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), usou as redes sociais no início da noite deste domingo (29) para confirmar que uma grande remessa de testes rápidos para a detecção do novo coronavírus não será mais comprada pelo Governo do Estado.

Os 300 mil exames custariam R$ 38,7 milhões ao cofres estaduais e foram anunciados na última sexta-feira (27).

Porém, um dia depois, a Controladoria Geral do Estado (CGE) recomendou a suspensão do acordo porque a empresa fornecedora não teria atendido “condições mínimas” exigidas pelo órgão.

Caiado disse que a decisão dele também foi baseada em informações recebidas por ele por meio de técnicos do Ministério da Saúde e do Laboratório Central de Saúde Pública Dr. Giovanni Cysneiros (LACEN-GO), que tem realizado os exames clínicos da doença no estado.

“Recebi a orientação [de] só adquirir testes depois que as empresas se propusessem a fornecer 50 kits para serem testados e identificado o percentual de resultados confiáveis. Existem alguns testes que o Ministério da Saúde aponta até 30% de erro. Uma compra nesse valor não pode levar a esse grau de insegurança!”, justificou.

Quer comentar?

Comentários