Portal 6

Santa Casa se pronuncia sobre morte de gestante e bebê em Anápolis

Unidade de saúde garante que não foi negligente

Em nota enviada ao Portal 6 na noite desta quinta-feira (02), a Santa Casa de Misericórdia de Anápolis informou que as causas da morte de Janiele Soares Neves Ramos, de 25 anos, ainda estão sendo investigadas.

Gestante de oito meses, ela deu entrada na emergência da unidade de saúde no final da tarde de quarta-feira (1º). Antes, passou pelo Hospital Municipal Jamel Cecílio.

Segundo a Santa Casa, Janiele apresentava o quadro clínico grave e foi encaminhada para UTI “onde foram empregues todos os meios e recursos possíveis para reverter o quadro que, entretanto, evoluiu ao óbito”. A bebê que ela esperava também não resistiu.

Janiele Soares Neves Ramos. (Foto: Reprodução)

A Santa Casa não confirma se Janiele estava diagnosticada com dengue ou era monitorada como caso suspeito do novo coronavírus. De acordo com a unidade, está a cargo do Serviço de Verificação de Óbito (SVO) esclarecer a causa da morte.

“Em razão do sigilo médico, o hospital somente poderá oferecer maiores detalhes do resultado com a autorização dos familiares”, pontua.

A unidade de saúde, todavia, nega que Janiele foi vítima de negligência e “garante que tanto a paciente quanto seu bebê foram bem acolhidos por toda a equipe médica”.

“Sendo um hospital filantrópico e cristão, [a Santa Casa] se solidariza com a família e preza sempre pelas verdades dos fatos”, destaca.

Quer comentar?

Comentários