PublicidadePublicidade

Denúncia de estupro na Câmara Municipal de Anápolis já está repercutindo nacionalmente

Caso foi registrado na Delegacia da Mulher e tem como suposta vítima uma jovem de 21 anos que teria sido abusada pelo vereador Domingos de Paula (PV)

Danilo Boaventura -

Uma possível troca de tijolos por sexo tende a colocar o Legislativo anapolino mais uma vez nas manchetes negativas no país.

O caso, já repercutido por grandes veículos de comunicação como o Metrópoles, de Brasília, foi registrado na Delegacia da Mulher nesta quinta-feira (25) e tem como suposta vítima uma jovem de 21 anos que teria sido abusada pelo vereador Domingos de Paula (PV), dentro do gabinete dele.

No depoimento, a garota disse ter mandado uma mensagem de WhatsApp para o parlamentar e perguntado se ele poderia “arrumar dois mil tijolos para mim”.

“Ele mandou um áudio falando que em época de eleição seria complicado porque poderia dar problema, mas vamos conversar pessoalmente”, narrou.

Ao ir no gabinete de Domingos de Paula, a jovem disse que foi levada a um material de construção para comprar os itens pretendidos.

“Ao retornar [ao gabinete] ele tentou me beijar à força e abaixou as calças com o pênis já bastante excitado. Eu não conseguia gritar, não tinha voz e minha reação foi apenas sair dali. Falei para uma amiga e ela me aconselhou a ir em uma delegacia”, detalhou.

Com o depoimento vazado nas redes sociais, a reportagem do Portal 6 tentou ouvir o vereador na noite de ontem (25), mas o parlamentar não atendeu o celular e ignorou contato por mensagem.

Nas horas seguintes, o escândalo foi ganhando força, sobretudo após um vídeo gravado por um popular na madrugada viralizar em grupos de WhatsApp. Ele não mostra o rosto, mas zomba da situação.

“Cuidado mulheres de Anápolis. Não passem aqui na Câmara dos vereadores. Existe um suposto tarado a solta. Foi pego tentando mostra o ‘bilau’ para uma eleitora”, narrou em frente ao prédio antigo do Poder Legislativo.

Defesa

Acompanhado de um advogado, Domingos de Paula deu entrevista às rádios São Francisco, Manchester e Imprensa. O local escolhido foi o mesmo gabinete onde a jovem alega ter sido estuprada.

‘Dominguinhos’, como é popularmente conhecido na região Leste de Anápolis, confirmou ter tentado ajudar a jovem com os tijolos, mas nega ter quisto contato sexual com ela.

Segundo ele, ainda que desejasse, o local de trabalho não seria usado para esse fim porque “se eu quisesse, ia prum motel”.

O parlamentar disse que procuraria a Polícia Civil para negar o crime e desafiou a jovem a apresentar provas do que disse.

A garota, além de áudios de WhatsApp, já disse em entrevista à imprensa da cidade que deve apontar testemunhas, como uma secretária do gabinete que a viu saindo transtornada do local.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade