PublicidadePublicidade

Anápolis é a cidade goiana mais perigosa para mulheres viverem dentro da própria casa

Dados alarmantes são da PM, que enviou equipes até de Goiânia para uma mega operação

Rafaella Soares Rafaella Soares -

Equipes da Patrulha Maria da Penha de Goiás, vindas de Goiânia, estiveram em Anápolis nesta quinta-feira (13) para realizar uma mega operação contra a violência doméstica.

Ao Portal 6, a tenente-coronel Michella Rodrigues Pires Bandeira, coordenadora estadual da Patrulha, contou que foram cumpridos ao longo do dia quase 100 acompanhamentos de medidas protetivas de emergência.

(Foto: Divulgação)

 

PublicidadePublicidade

Esse documento serve para garantir que homens com histórico de violência sejam obrigados a ficarem longe das vítimas. No caso de descumprimento, ele é preso imediatamente.

A cidade, conforme a tenente-coronel, ocupa atualmente uma posição triste. É a número um do ranking de agressão contra mulheres em todo o estado.

“Tivemos neste ano de 2020, entre janeiro e julho, o registro de 577 medidas protetivas só em Anápolis. Por ser a cidade mais violenta em relação a violência doméstica em Goiás, foi onde decidimos começar a operação”, explicou.

“O trabalho da Patrulha aqui é fazer o acompanhamento dessas medidas com uma equipe especializada. O intuito é fazer com que a mulher se sinta protegida e incentivar a denuncia desse crime”, acrescentou.

Sinal vermelho

Além da operação, a Patrulha Maria da Penha também está com uma campanha de conscientização para que outras vítimas peçam ajuda quando forem agredidas.

“É a campanha sinal vermelho. As vítimas desenham um x na mão como uma forma de denunciarem quando não há a possibilidade de ligar, ou se estiverem em cárcere. Caso não consigam ir até uma farmácia mostrar o X, basta fazer foto ou vídeo que uma equipe vai até ela”, explicou.

Em vídeo, a corporação ensina como participar. Assista:

https://www.instagram.com/tv/CDe7_C1JATo/?igshid=18cm8uiknnvas

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade