PublicidadePublicidade

Adolescente morre após viver com infestação de piolhos na cabeça por três anos

Ela morava em uma casa cheia de vermes e os pais irão responder na justiça pelos crimes de homicídio e crueldade infantil

Caio Henrique Caio Henrique -

Um caso absurdo de homicídio está sendo investigado pela Justiça dos Estados Unidos da América (EUA).

Isso porque Kaitlyn Yozviak, de apenas 12 anos, morreu de parada cardíaca em Ivey, na Geórgia, resultante de uma anemia provocada por uma infestação de piolhos que, possivelmente, vivia na cabeça da menina há cerca de três anos, sugando grande parte do ferro presente no sangue.

A morte foi registrada no dia 26 de agosto, quando a própria mãe comunicou os serviços de emergência, afirmando que a garotinha estava inconsciente. Desde então, o caso ganhou novos capítulos.

PublicidadePublicidade

A polícia local realizou uma busca na casa onde ela morava com os pais e constatou que o local oferecia condições de higiene e saúde quase nulas. De acordo com as testemunhas, a residência era extremamente suja.

Os agentes chegaram a informar que haviam vermes vivendo nos colchões e ratos espalhados por toda a casa. A principal hipótese é que foi na própria casa que Kaitlyn contraiu o severo caso de piolhos.

Os pais, John Joseph Yozviak, de 38 anos, e Mary Kathrine, de 37 anos, teriam confessado ainda que a adolescente não tomava banho há cerca de uma semana.

Diante de tudo isso, o casal foi indiciado e deve responder pelos graves crimes de homicídio e crueldade infantil.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade