PublicidadePublicidade

O que já se sabe sobre a fuga de detentos durante a madrugada em Anápolis

Órgão que administra cadeias e presídios em Goiás, a DGAP sustenta que já tomou providências. Nenhum ainda foi recapturado

Da Redação Da Redação -
(Foto: Reprodução)

Os detentos Lucas Victor Rezende da Silva, de 20 anos, e Jonatas Pereira de Barros, de 29 anos, fugiram do Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a Cadeia Pública de Anápolis, na madrugada desta quarta-feira (25).

À Polícia Civil, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) relatou que eles, por volta das 02h, romperam o cadeado da cela 01 do Pavilhão B, escalaram um telhado e pularam do muro para a rua.

Vizinhos alegam ter visto um carro esperando a dupla do lado de fora, mas ninguém soube precisar qual o modelo do veículo. Os detentos, segundo a DGAP, cumprem pena por roubo e resistência.

PublicidadePublicidade

Quando os servidores da unidade perceberam a ação, tiveram de efetuar vários disparos de arma de fogo para conter outros presos que também já estavam soltos. Com o susto, retornaram às celas.

Quatro companheiros de Lucas e Jonatas ainda chegaram a escalar o telhado da cadeia para também escaparem, mas foram detidos a tempo.

Em nota ao Portal 6, a DGAP informou que já tomou todas as providências necessárias e pede que a população, caso saiba onde estão os foragidos, repasse informações pelos telefones 190 (Polícia Militar), 191 (Polícia Civil) ou (62) 3201-1212 (Ouvidoria da Secretaria de Segurança Pública -GO).

Com a palavra a DGAP

Em resposta à solicitação desse veículo de comunicação, a 1ª Coordenação Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), informa que:

– Foram tomadas as devidas providências em relação à fuga de dois custodiados da Unidade Prisional Regional de Anápolis, ocorrida nessa quarta-feira (25/11). De imediato, a direção da unidade fez a comunicação às forças policiais para auxiliarem nas buscas e recapturas dos detentos que cumprem pena com base nos artigos 157 e 329 do Código Penal Brasileiro, respectivamente.

– O fato foi repassado à Polícia Civil para as investigações necessárias que o caso requer.

– A DGAP reitera que qualquer informação sobre os foragidos pode ser repassada pelos telefones 190 (Polícia Militar), 191 (Polícia Civil) ou pelo (62) 3201-1212 (Ouvidoria da Secretaria de Segurança Pública -GO).

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade