PublicidadePublicidade

Em clima de campanha, Trump deixa Washington com promessa de voltar ‘de alguma forma’

Folhapress Folhapress -

Rafael Balago, de SP – Em seu último dia no cargo, o presidente Donald Trump deixou Washington na manhã desta quarta-feira (20), em clima de campanha. Ele fez um discurso para apoiadores ao lado do Air Force One, no qual disse adeus e prometeu “voltar de algum jeito”.

Na porta do avião, Trump acenou pela última vez como presidente ao som de “Y.M.C.A.”, um dos vários hits dos anos 1980 usados em seus comícios eleitorais.

No discurso, feito na pista da base militar de Andrews, ele não citou Biden, mas desejou sorte e sucesso ao novo governo, sem deixar de se gabar.

PublicidadePublicidade

“Como dizem os atletas, nós demos tudo em campo. Não poderíamos ter feito um trabalho mais duro. Eles [governo Biden] terão uma boa base para fazer coisas. Nós próximos meses, haverá bons números na economia. Lembrem-se de nós”.

O republicano também ressaltou ter melhorado a vida dos militares veteranos, destacou ter cortado impostos e regulações ao longo do mandato e lembrou que, durante seu governo, o país registrou o menor percentual de desemprego na história, pouco antes da pandemia.

Sobre a Covid-19, ele se solidarizou com as famílias das vítimas e celebrou que uma vacina foi criada, com apoio de seu governo, em nove meses. Ele chamou o imunizante de “milagre da medicina”.

No entanto, algumas dezenas de apoiadores acompanharam o discurso, sem respeitar distanciamento social. Familiares de Trump também estavam presentes.

O presidente fez agradecimentos ao vice Mike Pence, ao Congresso -“tirando alguns elementos”- e aos amigos e familiares. A primeira-dama Melania, toda vestida de preto, falou brevemente, e agradeceu pelo amor e ajuda que recebeu. “Deus abençõe esta nação linda”, disse ela.

Ao final, Trump disse que foi uma grande honra ser presidente dos EUA, e indicou que não deve sair de cena. “Eu sempre vou lutar por vocês. Vou estar vendo e ouvindo. Adeus. Mas nós vamos voltar de algum jeito”.

Antes do discurso, houve uma salva de tiros de canhão, em homenagem a Trump.

O avião decolou por volta das 9h (11h em Brasília), rumo à Flórida. Trump deixou a Casa Branca às 8h15, para embarcar no helicóptero que o levou até a base de Andrews. “É um adeus, mas espero que não por muito tempo”, disse o presidente, no jardim da residência oficial, com um semblante um tanto triste. “Foi uma grande honra, a honra de uma vida”, afirmou aos jornalistas.

Trump foi embora de Washington três horas antes da posse de Joe Biden. Ele é o primeiro mandatário a faltar na posse do sucessor em mais de um século.

Outros líderes do país só deixaram a capital após a transição de cargo, e muitas vezes tiveram a companhia do novo presidente até o helicóptero que os levaram embora. Assim, a saída de Trump foi comparada pela imprensa americana à partida de Richard Nixon, que deixou o cargo após renunciar, em 1974.

Nas últimas horas no cargo, Trump deu perdão presidencial a mais de cem pessoas, incluindo Steve Bannon, que foi seu estrategista na campanha de 2016 e era acusado de fraude ao pedir doações para a construção de um muro na fronteira.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade