PublicidadePublicidade

Surto de Covid-19 na Câmara de Anápolis vira cobrança pública e presidente ‘acolhe sugestão’

Avatar Danilo Boaventura -

Realizada nesta segunda-feira (1º), a primeira sessão ordinária da Câmara Municipal de Anápolis começou com cobranças e alfinetadas entre os vereadores.

A principal delas partiu logo no início dos trabalhos, dentro de um bloco de cinco minutos que é chamado de “pequeno expediente”.

Fred Caixeta, cabo da policial militar eleito pelo Avante, usou a tribuna para comentar que teve Covid-19 e justificar a ausência durante o mês de janeiro.

PublicidadePublicidade

Do discurso saiu uma cobrança pública, encarada pelo vereador presidente, Leandro Ribeiro (PP), como “sugestão”.

“Venho solicitar de vossa excelência uma dedetização na nossa Câmara, visto que antes de mim diversos servidores também foram contaminados e após mim também”, disse.

Ao retomar a palavra, Leandro disse que a sanitização do polêmico prédio alugado ocorrerá durante à noite, assim como sugeriu o colega. “Brilhante ideia”, qualificou.

Atualmente, o Poder Legislativo anapolino vive um surto da doença. A reportagem do Portal 6 apurou que quase 20 servidores, entre diversas repartições da Casa, testaram positivo e se afastaram.

Diariamente, o local recebe dezenas de pessoas que procuram os vereadores nos gabinetes para pedidos dos mais variados.

Nos corredores, o temor é geral. Além de vereadores com nítida comorbidade, existem os que temem levar o novo coronavírus para casa e infectar familiares idosos.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade