PublicidadePublicidade

CAOA anuncia segundo turno e a criação de 1.134 novos empregos em Anápolis

Da Redação Da Redação -

A CAOA anunciou nesta sexta-feira (12), durante videoconferência com o governador Ronaldo Caiado (DEM), a criação de um segundo turno de trabalho que vai gerar 1.134 novos empregos na unidade instalada em Anápolis.

Os dirigentes da marca afirmaram que a expansão dos negócios, mesmo em meio à pandemia, e as oportunidades oferecidas à mão de obra local são resultado dos incentivos do Governo de Goiás. “Isso mostra nossa maneira certa de governar”, resumiu o governador sobre as políticas de atração de empresas adotadas pelo Estado.

O cronograma do grupo automotivo prevê expansão na produção de veículos, o que explica a abertura de novos postos de trabalho. O turno extra deve entrar em operação no segundo semestre, a partir da contratação e treinamento dos novos colaboradores. Em breve mais detalhes sobre a seleção serão divulgados.

PublicidadePublicidade

A estimativa da CAOA é que cada emprego direto gerado possibilite, no futuro, a criação de outros 12 indiretos, o que aproxima da marca total de 15 mil postos de trabalho. “Isso é muito importante para o país, para o Estado e o município”, afirmou o fundador e atual presidente do Conselho de Administração da CAOA, Carlos Alberto Oliveira Andrade.

Andrade relatou que a CAOA vive em Anápolis um momento oposto ao observado em várias partes do mundo. Isso porque a crise sanitária da Covid-19 afetou sobremaneira o mercado automobilístico. No Paraná, citou, a Audi suspendeu a produção de carros. Já em Goiás, a realidade aponta para crescimento.

“A CAOA passou incólume pela pandemia. E houve grande ajuda do Governo de Goiás, do Caiado, nesse itinerário. Confiamos nele e não recuamos”, comentou o empresário. O governador respondeu com outro exemplo: “A Ford foi embora sem sequer dar tchau para o Brasil. Em Anápolis, vivemos o inverso”.

Durante o encontro on-line, o CEO da CAOA, Mauro Luis Correia, apresentou os próximos passos do grupo a partir da ampliação do número de colaboradores. “Nosso objetivo é figurar entre as 10 maiores marcas do Brasil”, pontuou.

Esse planejamento, disse, foi possível especialmente a partir de novembro do ano passado, quando a empresa anunciou investimento de R$ 1,5 bilhão na região de Anápolis, em um prazo de cinco anos. Isso após o Centro-Oeste ser reinserido na política de incentivos fiscais para o setor automobilístico, graças à Medida Provisória 987/2020.

“O trabalho do governador Ronaldo Caiado para garantir os incentivos para Goiás foi fundamental e agora o povo goiano colhe os frutos com o crescimento da indústria”, afirmou o secretário de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), José Vitti.

Também presente à reunião, o deputado federal Efraim Filho elogiou a capacidade de articulação do governador para garantir a aprovação da MP 987/2020, na reta final do ano. “Só o Caiado para conseguir, com o prestígio dele, um negócio desses.” Na mesma linha, o ex-senador Cássio Cunha Lima afirmou que “se não fosse o envolvimento pessoal e espírito público do governador Caiado, nada disso teria acontecido”.

Liderança

O titular da SIC informou não ser por acaso a liderança de Anápolis na geração de empregos em Goiás no ano de 2020, segundo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Do saldo positivo de 26.258 empregos com Carteira de Trabalho assinada em todo o Estado, o município contribuiu com 5.265, sendo que 3.201 foram da indústria.

“Os indicadores econômicos relativos a Anápolis, e agora o anúncio da geração de mais de mil empregos diretos pela CAOA, mostram que o município apresenta potencial de crescimento e segue célere para se transformar num parque industrial automobilístico”, disse Vitti.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade