PublicidadePublicidade

Carrefour compra rede de supermercados no Brasil por quase R$ 8 bilhões

Atualmente, Grupo Big ocupa a terceira posição no ranking de maiores varejistas de alimentos do país

Folhapress Folhapress -

O Carrefour Brasil anunciou nesta quarta-feira (24) a compra do Grupo Big, terceiro maior varejista de alimentos do país, por R$ 7,5 bilhões.

Com a compra, o Carrefour que teve faturamento de R$ 62,2 bilhões em 2020, se consolida na primeira posição do setor. O segundo colocado, o GPA (Pão de Açúcar, Extra e Compre Bem) faturou R$ 61,5 bilhões no ano passado.

O BIG foi o terceiro colocado (R$ 24,5 bilhões). Combinados, Carrefour e BIG tiveram faturamento de R$ 86,7 bilhões.

PublicidadePublicidade

A aquisição, segundo o Carrefour afirmou em comunicado, ampliará a presença em um mercado dinâmico e permitirá a oferta de uma gama mais ampla de produtos e serviços a preços mais competitivos. Também reforçará a presença da rede em formatos como os supermercados (99 lojas Bompreço e Nacional) e soft discount (97 lojas Todo Dia).

Além disso, o grupo vai atuar em um novo segmento de mercado com o formato Sam’s Club, através de um contrato de licenciamento com o Walmart. Este modelo de negócios é baseado em um sistema de associados, com mais de 2 milhões de membros, e tem um forte foco em produtos de marca própria.

Com a notícia, as ações do Carrefour Brasil fecharam em alta de 12,77%, a R$ 21,73, maior alta do Ibovespa, que cedeu 1,06%. Durante o pregão desta quarta, chegaram a subir 16,24%. O concorrente GPA (Grupo Pão de Açúcar) caiu 4,3% e as ações do Carrefour francês na Bolsa de Paris subiram 2,3%, a 15,09 euros.

O negócio acontece dois meses após o fracasso da fusão com o grupo canadense Couche-Tard e expandirá a presença do Carrefour Brasil em regiões onde tem penetração limitada, como o Nordeste e o Sul do país, e que oferecem forte potencial de crescimento.

“Nosso grupo está na ofensiva: a aquisição do Grupo Big é um movimento de transformação importante para o Carrefour Brasil”, disse o presidente-executivo, Alexandre Bompard.

Esta é a maior aquisição do grupo desde que assumiu a gestão do Carrefour em 2017.

“As sinergias significativas geradas por esta transação são um trampolim para a criação de valor adicional e uma adição poderosa ao modelo de crescimento lucrativo que estabelecemos em nosso grupo”, acrescentou Bompard.

O acordo foi celebrado entre o Carrefour Brasil, a Advent International Corporation e a Brazil Holdings S.C.S, companhia controlada pelo Walmart.

A aquisição será de 70% em dinheiro e 30% por meio de ações recém emitidas do Carrefour Brasil.

No âmbito da incorporação de ações, cada ação ordinária de emissão do Grupo Big será substituída por ações do Carrefour Brasil, sendo emitido um total de 116.822.430 papéis, que não poderão ser transferidos pelos vendedores por até seis meses.

O Carrefour Brasil concordou em realizar um adiantamento de R$ 900 milhões, que será deduzido do montante total final da operação quando for concluída.

Assim que concluída a operação, o Grupo Carrefour irá deter 67,7% de participação do Grupo Carrefour Brasil (ante 71,6% hoje) e a Península Participações (empresa de investimentos da família de Abilio Diniz) terá 7,2%, enquanto a Advent e o Walmart, através de entidades afiliadas, terão juntos 5,6%.

As vendas combinadas do Carrefour Brasil e do Big Group somam cerca de R$ 100 bilhões. Juntas, as duas operam 876 lojas e empregam cerca de 137 mil trabalhadores, disse a empresa.

O Grupo Big, ex-subsidiária local do Walmart, está no Brasil desde 1995 com uma rede de 387 lojas, 41 mil funcionários e presença em 19 estados. Registrou R$ 24,9 bilhões em vendas brutas em 2020.

Atualmente, o Carrefour atende 45 milhões clientes no Brasil e ampliará a sua base com a adição de mais de 15 milhões de clientes do Big.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade