PublicidadePublicidade

Terminou o lockdown em Anápolis; entenda na prática o que abre e fecha

Medidas valem por pelo menos mais 14 dias e depois deste intervalo será reavaliado se há ou não a necessidade de um novo fechamento

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -

Após um lockdown de 24 dias (10 determinado pela Prefeitura e 14 pelo Governo de Goiás), as atividades econômicas em Anápolis voltam a ter permissão para funcionar a partir desta quarta-feira (31).

“Legalmente, o decreto estadual ainda continua valendo sobre o municipal”, explicou o prefeito Roberto Naves (PP) reforçando que, desse modo, a matriz de risco permanece suspensa.

Assim, o comércio em geral volta a poder abrir sem restrição de horários e os supermercados e similares ganham permissão para vender todos os produtos disponíveis.

PublicidadePublicidade

Já bares e restaurantes só podem funcionar até às 22h com até 30% de lotação – mesma capacidade definida para shoppings e galerias.

Cultos, missas e celebrações religiosas também precisam obedecer o percentual de 30% e limitar a entrada para o máximo de 150 pessoas.

Academias, quadras e ginásios são outros que só podem operar com 30% da capacidade, assim como os salões de beleza e afins. Já Hotéis e congêneres ganharam lotação máxima de 65%.

Escritórios têm permissão para atender normalmente ao público, igual serviços de saúde (clínicas e similiares) que antes tiveram de fechar. Aulas presencias estão permitidas do mesmo modo que antes do lockdown.

Feiras livres, construção civil e indústrias seguem com suas respectivas atividades e funcionamentos autorizado, respeitando os protocolos de distanciamento social e segurança.

Em geral, praticamente tudo volta ser permitido. Exceções são eventos, clubes recreativos, cinemas, boates e demais entretenimentos que geram aglomerações.

O decreto estadual é de revezamento e vale por pelo menos mais 14 dias. Depois deste intervalo será reavaliado se há ou não a necessidade de um novo fechamento por igual período.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade