PublicidadePublicidade

Os pequenos avanços importam, mas precisamos pensar grande para Anápolis

Lideranças da cidade precisam se unir para cobrar ações como a conclusão do Anel Viário, Plataforma Multimodal, Aeroporto de Cargas e uma função para o Centro de Convenções

Márcio Corrêa Márcio Corrêa -
(Foto: Reprodução)

O cenário político, econômico e social atual se reflete num sentimento de incertezas e inquietações para a população brasileira. O cidadão, de uma forma geral, se sente mergulhado num mar de decepções e se vê sem perspectiva concretas de futuro.

​Com todo potencial que o país oferece, continuamos condenados a ser o eterno país do futuro. Os governos na maioria das vezes vêm praticando políticas públicas limitadas, no campo administrativo e de projetos, travando avanços importantes para garantir serviços com maior qualidade e eficiência, que deveriam se traduzir na melhoria de vida da população.

​Os atos administrativos devem priorizar a soberania do interesse público; porém, muitas vezes a gestão é marcada pela personalismo e pelo imediatismo de resultados efêmeros, que objetiva muito mais o próximo jogo eleitoral do que os resultados que a população de fato precisa.

PublicidadePublicidade

​Na última semana aconteceu uma solenidade no Palácio das Esmeraldas, no qual o governador assinou com os Correios um protocolo de intenções para abrir um Centro de Distribuição e/ou Agência Empresarial no DAIA. Disse na solenidade que essa unidade dos Correio ajudará a consolidar Anápolis como referência logística na América Latina. Exagero típico de solenidades políticas, mas cabe questionar: qual é a política pública do governo para que Anápolis retome, de fato, o caminho do desenvolvimento? É claro que temos que ir muito além de uma agência dos Correios. Mas ainda não se sabe o que a gestão propõe nesse sentido.

Precisamos pensar grande e buscar avanços de verdade, pensando em projetos estruturantes. As lideranças da cidade precisam se unir para cobrar ações como a conclusão do Anel Viário, a Plataforma Multimodal, concluir e encontrar uma destinação para o Aeroporto de Cargas, buscar uma função para o Centro de Convenções, dentre outras.

​O gestor precisa pensar grande, acima do seu próprio interesse, ou até mesmo da sua sucessão. Precisa de ações ousadas e grandes investimentos, fazer do seu mandato uma causa comprometida na transformação econômica e social, sendo lembrado pelas próximas gerações por alguém que vive a vida pelo seu ideal e pela transformação da vida das pessoas.

Márcio Corrêa é empresário e odontólogo. Preside o Diretório Municipal do MDB em AnápolisEscreve todas as segundas-feiras. Siga-o no Instagram.

As ideias e opiniões expressas no artigo são de exclusiva responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, as opiniões do Portal 6.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade