PublicidadePublicidade

Bebê carbonizado ainda estava com pulseirinha e pode ter sido arrastado por cachorro

Perícia acompanhou o trabalho da polícia e corpo já foi removido para o IML de Anápolis

Rafaella Soares Rafaella Soares -
(Foto: Jonathan Cavalcante)

É um menino o bebê que foi encontrado carbonizado na manhã desta quarta-feira (12), no Residencial Cerejeiras, na região Leste de Anápolis.

Integrante da Polícia Científica, o perito Pedro Arcanjo esteve no local para realização das perícias iniciais e contou ao jornalista Jonathan Cavalcante, da Rádio São Francisco, que o bebê teria apenas alguns dias de vida.

O corpinho foi encontrado nas proximidades de uma caçamba de lixo, na frente de um lote baldio que teria sido incendiado na segunda-feira (09).

PublicidadePublicidade

Há rumores entre moradores que o cadáver foi encontrado por um cachorro, que o arrastou até a rua. Essa hipótese ainda será constatada na investigação.

O que se pôde confirmar até o momento é que o garotinho estava com uma pulseirinha de maternidade, o que deverá ajudar na identificação.

O Instituto Médico Legal (IML) já fez o recolhimento do corpo e a necropsia deverá apontar se o bebê foi deixado no local sem vida ou se o fogo provocou o óbito.

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) já trabalha para ouvir testemunhas e levantar possíveis imagens de câmeras de segurança.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade