PublicidadePublicidade

Câmera flagra exato momento em que mãe é covardemente morta pelo filho

Jovem ainda usou as redes sociais para se despedir da genitora. Em outras publicações, a vítima dizia como ele era responsável e carinhoso

Da Redação Da Redação -
(Foto: Captura)

Policiais civis estão realizando uma operação neste sábado (05) para tentar localizar e prender preventivamente Bruno Eustáquio, de 23 anos, no Guarujá, litoral de São Paulo.

Ele foi indiciado por homicídio doloso (quando há a intenção de matar), em decorrência da execução da mãe dele, Márcia Lanzane, de 44 anos, em dezembro do ano passado.

Na época do crime, o jovem ainda usou as redes sociais para fazer uma despedida e anunciar os detalhes do sepultamento. Em outras publicações, a vítima dizia como ele era responsável e carinhoso.

PublicidadePublicidade

Inicialmente, Bruno afirmou à polícia ter encontrado a mãe morta dentro de casa. No entanto, os investigadores suspeitaram da versão porque ficou constatado que ela havia morrido muitas horas antes das equipes de socorro serem acionadas.

Por isso, ele voltou atrás e disse que o óbito era acidental porque os dois tinham tido uma discussão e, após levar um empurrão, Márcia teria caído e batido a cabeça.

Imagens obtidas e divulgadas pelo G1, mostram o momento que os dois brigaram. A mulher é presa pelo pescoço e leva socos. Depois, o filho vai para sala e fica lá por um bom tempo, mexendo no celular e vendo televisão.

O advogado de Bruno contou que as imagens de segurança ficaram escondidas dentro de um forno e que o rapaz está arrependido e não tinha intenção de matar a mãe, apenas imobilizar.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade