PublicidadePublicidade

Investir em Cultura é estratégico para retomada econômica de Goiás

Amilton Filho Amilton Filho -
(Foto: Arquivo Pessoal)

Tenho marcado minha trajetória política como parlamentar na realização de uma busca constante pela resolução de problemas, através da atuação como facilitador na conquista de benefícios e na ampliação do diálogo e da representatividade dos diversos setores econômicos e sociais de Goiás.

No atual cenário, com o advento das vacinas, previmos o início do fim das restrições da Pandemia e nos antecipamos em criar na Assembleia Legislativa a Frente Parlamentar da Retomada Econômica. O objetivo é criar um ambiente proativo de diálogo amplo com todos os setores produtivos de Goiás, ouvindo as demandas, mas principalmente, oferecendo soluções.

A chamada Economia Criativa – setor que abriga toda a produção Cultural – representa 7% do Produto Interno Bruto de Goiás, de acordo com estudos do Instituto Mauro Borges. Para chegar a este expressivo número de movimentação econômica, tem-se um quantitativo de 8,5% do total de empregos gerados em Goiás.

A Cultura possui sua força transformadora e de apresentação da identidade de um povo, dispensando destacar a sua importância. No entanto, estamos falando, de um tema de importância estratégica na Economia e que, com as restrições da Pandemia, foi diretamente atingido, impactando diretamente milhares de goianos que atuam no setor.

Desta forma, coloquei meu mandato à serviço da criação de uma agenda facilitadora para que todos os agentes da Cultura de Goiás tenham acesso aos 20 novos editais da Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural. Os recursos a serem distribuídos somam quase R$ 40 milhões, com capacidade de atender até 2,5 mil projetos do segmento cultural goiano.

Na última semana, promovemos um encontro do setor cultural de Anápolis com agentes públicos da Cultura de Anápolis e de Goiás a fim de esclarecer, orientar e criar um canal direto dos interessados em patrocínios através da Lei Aldir Blanc com os técnicos responsáveis pela distribuição destes editais. Nossos artistas e produtores tiveram a oportunidade de obter orientações para atender à burocracia necessária e participar do incentivo. E as inscrições foram prorrogadas para até 10 de setembro.

Desta forma, acreditamos cumprir a função política e social que a sociedade confiou a mim ao conceder o mandato. Quero diminuir cada vez mais a distância entre as necessidades da população – sejam quais forem – e as ações disponíveis do Governo de Goiás. Além disto, temos o compromisso de buscar recursos e criar mecanismos caso não haja uma ação já definida.

No caso da Cultura, nossa missão é compensar os prejuízos acumulados dando celeridade na concessão de linhas de incentivo aos projetos para que todos nós sejamos contemplados: os artistas com o apoio necessário e todos nós, os admiradores e espectadores, que teremos a chance de contemplar a arte goiana e seus talentos inigualáveis.

Amilton Filho é advogado e deputado estadual pelo Solidariedade. Escreve às quintas-feiras. Siga-o no Instagram.

As ideias e opiniões expressas no artigo são de exclusiva responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, as visões do Portal 6.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade