Caiado inaugura postos para ajudar quem precisa de emprego ou crédito para empreender em Anápolis

Espaços físicos, preparados para dar todo o suporte necessário aos interessados, já estão em funcionamento

Rafaella Soares -
Ronaldo Caiado falando com a imprensa no lançamento do Mais Crédito. (Foto: Rafaella Soares / Portal 6)

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), concluiu, no início da tarde desta terça-feira (19), agenda em Anápolis para o lançamento de duas iniciativas que deverão ajudar na retomada da economia, que enfrentou dificuldades em decorrência da pandemia da Covid-19.

No Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA), foi inaugurado o Mais Emprego, em que pessoas em busca de colocação no mercado de trabalho terão acesso a um banco de dados para saber quais empresas estão com vagas em aberto, além de ter acesso a capacitação para ocuparem as funções disponibilizadas.

Já no Centro de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia de Anápolis (Ceitec), o chefe do Executivo Estadual lançou o posto Mais Crédito, em parceria com a Prefeitura, que servirá para que pequenos e microempresários tenham uma linha de crédito para dar continuidade nos negócios sem precisar baixar as portas.

PublicidadePublicidade

“Essas pessoas vão ter acesso a um crédito de até R$ 5 mil sem taxa de juros e sem nenhuma outra exigência. E nós definimos que, apesar dos mais de R$ 4 milhões emprestados aqui, ao invés de ser R$ 5 milhões, eu dobrei a oferta para o valor de R$ 10 milhões para atender mais pessoas que necessitam de uma verba, para que tenham condições de sair das dificuldades que estão vivendo”, explicou Caiado.

Durante o evento, que contou a participação de diversas autoridades políticas, incluindo deputados, vereadores, secretários e o prefeito Roberto Naves (PP), o governador também reafirmou que foi necessário paralisar as atividades econômicas para salvar mais vidas no pico da pandemia.

“Muitos empresários ficaram chateados comigo porque fomos os primeiros a decretar o isolamento social. Eu tinha só 254 leitos de UTI. Como ia atender mais de 7 milhões de goianos numa virose que nós havíamos pesquisado sobre e era de gravidade ímpar?”, questionou.

“Sabíamos que entraríamos num segundo momento e imediatamente instalamos a Secretaria da Retomada. Tenho responsabilidade de lutar pela vida de mais de 7 milhões de goianos e é importante buscar soluções. A retomada chega num momento em que os empresários tem oportunidade de gerar emprego e os desempregados vão ter acesso as informações [de onde está contratando]”, acrescentou.

Vacina

À imprensa, Ronaldo Caiado também fez um apelo para que a população se vacine contra a Covid-19 para que seja possível liberar cada vez mais as atividades que envolvem um número maior de pessoas reunidas num mesmo espaço.

“Quem não se vacinou, se vacine. Já estamos liberando leitos para cirurgias eletivas e quando chegarmos a 70% de vacinados com duas doses teremos o que se chama de imunidade rebanho. Antes era 50% porque imaginava-se que o vírus não teria mais capacidade, mas pelas variantes nós estamos fazendo o patamar chegar a 70% para que a gente tome as medidas de liberar todo mundo”, disse.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.