Jovem sai bêbado de bar em Anápolis, anda quase 2km a pé sozinho e acorda na casa de empresário

Rapaz, que inicialmente estava na calçada, teria ficado com frio e conseguido abrir a porta pensando ser a casa dele

Caio Henrique -
Cena só foi descoberta depois do amanhecer (Foto: Captura)

Uma residência do bairro Cidade Jardim foi palco de uma baita confusão, que se iniciou na madrugada desta quarta-feira (10) e seguiu até parte da manhã.

Isso porque um jovem, de 22 anos, teria saído bastante embriagado do bar Fazendinha, na Avenida São Francisco, e foi parar na casa, a cerca de 2 km de distância.

Eventualmente, ele se cansou da caminhada e decidiu deitar para dormir, ainda na calçada. Porém, teria acordado com frio no meio da noite e, por pensar que estava na própria casa, abriu o portão.

PublicidadePublicidade

O empresário morador do imóvel, Daniel José de Souza, contou ao Portal 6 que a passagem deve ter sido deixada meio-aberta por um entregador, na noite anterior.

Ao conseguir abrir a porta, o rapaz não pensou duas vezes e logo se aninhou para dormir novamente em um quarto de hóspedes localizado logo na entrada do local.

A cena só foi ser descoberta depois do amanhecer, quando a esposa de Daniel se preparava para ir à academia e encontrou o invasor ainda dormindo.

Inicialmente, a mulher pensou se tratar de um dos colegas da filha, que também é jovem. Contudo, depois que todos afirmaram não fazer ideia de quem era, sobrou para o empresário enfrentar a situação.

Ele, que tem porte de arma, resolveu ir conferir pessoalmente e se deparou com o rapaz assustado, alegando não ter a menor ideia de como chegara ali.

Segundo Daniel, ele afirmou ser um estudante de veterinária e trabalhar como motorista de aplicativo. Como a história foi confirmada por terceiros, o jovem foi liberado para ir embora.

Apesar de morar no Jardim das Américas, ele tem a família toda alocada em Goianésia. Sem receber notícias do filho por muito tempo, até a mãe do rapaz resolveu entrar na história.

E sobrou para Daniel novamente. Com o coração aberto, ele ainda tirou um tempo para ir até a residência do “invasor” – que estava dormindo de novo – e entrar em contato com a genitora, para explicar que estava tudo bem.

“Foi um baita susto de início, né? Acordar e encontrar um desconhecido assim dentro de casa. O primeiro instinto é assegurar a família, mas depois que tudo se acertou, chega a ser engraçado”, confessou o empresário.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.