Casamento entre Bolsonaro e novo partido está em vias de não mais acontecer

Presidente diverge de aliança em estado com governador de oposição e evento de filiação já foi cancelado

Pedro Hara -
Filiação de Bolsonaro ao Partido Liberal era dada como certa. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O que era dado como certo, o casamento de Jair Bolsonaro com o Partido Liberal (PL) pode não ocorrer. A situação acontece por conta de divergências entre o presidente e a legenda pela qual ele pretendia concorrer a reeleição em 2022.

O evento de filiação estava marcado para o próximo dia 22, em Brasília. A informação havia sido confirmada ao Portal 6 por Hélio Araújo, vereador em Anápolis e liderança municipal da sigla.

Entretanto, por conta da desarmonia entre as partes, o PL divulgou um comunicado em que cancela o evento. De acordo com a legenda, a decisão foi tomada após “intensa troca de mensagens” e “de comum acordo”, entre Costa Neto e Bolsonaro.

PublicidadePublicidade

A rusga entre as partes se dá pela composição da chapa para o governo de São Paulo (SP). O partido pretende apoiar Rodrigo Garcia (PSDB), que integra a mesma legenda de João Dória (PSDB), adversário político declarado de Bolsonaro.

Por outro lado, o presidente pretende apoiar Tarcísio de Freitas (sem partido) e que é um dos mais cotados para disputar o pleito eleitoral no estado.

“A gente não vai aceitar em São Paulo o PL apoiar alguém do PSDB. Não tenho candidato em São Paulo ainda, talvez o Tarcísio aceite esse desafio. Seria muito bom para São Paulo e para o Brasil, mas temos muita coisa a afinar ainda”, afirmou Bolsonaro.

Além de São Paulo, outros estados que estão em divergência com o presidente são Bahia, Pernambuco e Piauí, que tendem apoiar o Partido dos Trabalhadores (PT).

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.