PublicidadePublicidade

Goiânia entra em alerta após confirmar surto de doença que atinge majoritariamente crianças

Transmissão se dá pelo contato e adultos também podem ser contaminados. Vigilância monitora casos e divulgou nota informativa à população

Pedro Hara -
Doença atinge majoritariamente crianças de até 06 anos. (Foto: Shutterstock)

Após a notificação de três surtos da síndrome mão-pé-boca (SMPB) em unidades escolares da capital, a Secretaria de Saúde de Goiânia entrou em alerta e, nesta quinta-feira (25), divulgou nota informativa à população com orientações para que o contágio seja diminuído.

A infecção, que atinge majoritariamente crianças abaixo de 06 anos, é causada pelo vírus Coxsackie. Entretanto, apesar dos pequenos serem os mais afetados, a síndrome também pode acometer os adultos.

Algumas das formas de transmissão do SMPB são o contato com gotículas respiratórias de saliva e muco nasal, fezes e manuseio em superfícies e objetos que contenham o vírus.

PublicidadePublicidade

Os sintomas são variados, mas entre eles estão: febre alta, entre 38º e 39º, íngua no pescoço, falta de apetite, dificuldade para deglutir, manchas vermelhas com vesículas branco acinzentadas na boca, amígdalas e faringe.

Não existe vacina para conter o vírus, mas algumas medidas são eficazes para diminuir o contágio, como por exemplo: medidas adequadas de higiene pessoal, como a lavagem frequente de mãos com água e sabão.

Nos ambientes também são necessárias algumas medidas de higiene, como a limpeza e desinfecção de superfícies que são frequentemente tocadas e itens sujos.

De acordo com a Secretaria de Saúde, as pessoas que forem diagnosticadas com a enfermidade devem permanecer em isolamento social até que se recuperem totalmente da infecção.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.