Câmera flagrou cadeirante sendo agredido em bar pouco antes de ser executado a tiros, em Anápolis

Suspeito confessou o homicídio e já foi encaminhado para a cadeia pública

Da Redação Da Redação -
Câmera flagrou agressão antes de homicídio. (Foto: Captura)

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) da Polícia Civil prendeu temporariamente, na manhã desta terça-feira (07), um homem de 35 anos, identificado apenas como R. S. P.

De acordo com o órgão, ele é apontado como o autor do crime que tirou a vida de Flávio José Custódio, que era cadeirante e tinha 36 anos, no último dia 05 de novembro, no setor Terezinha Braga, em Anápolis.

Flávio José Custódio era cadeirante e tinha 36 anos. (Foto: Divulgação / GIH)

As investigações indicam que os dois tiveram uma discussão em um bar e a vítima teria acertado um taco de sinuca na cabeça do suspeito, que o agrediu com socos e pontapés.

A cena do desentendimento foi registrada por câmeras de segurança e é possível ver quando Flávio acaba caindo no chão e outras pessoas se mobilizam para tentar separá-los.

Depois da briga, a vítima pegou o automóvel que dirigia para voltar para casa, mas teria sido perseguido por R. S. P. e atingido por disparos de arma de fogo já na frente da garagem da residência.

O suspeito confessou o assassinato e já foi encaminhado ao Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia pública de Anápolis.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade