Youtuber acha corpos de jovens desaparecidos há 21 anos em rio nos EUA

Erin Foster e Jeremy Bechtel sumiram no dia 3 de abril de 2000 e caso foi arquivado por falta de provas

Folhapress -
Os investigadores não descartaram que os rapazes tenham sido vítimas de um crime, mas defendem que a hipótese mais provável é de que eles perderam o controle do carro e caíram acidentalmente no rio (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Um youtuber encontrou os restos mortais que seriam de dois adolescentes desaparecidos há 21 anos após, saírem para um passeio de carro no estado do Tennessee (EUA). O produtor de vídeos Jeremy Sides, dono do canal “Exploring with Nug”, reabriu o caso por conta própria e conseguiu localizar o veículo dos adolescentes no fundo de um rio da cidade de Sparta.

Erin Foster, 18, e Jeremy Bechtel, 17, sumiram no dia 3 de abril de 2000. Sem provas que levassem ao paradeiro dos jovens, o caso acabou arquivado, mas Sides decidiu viajar da Geórgia até a região em que os dois moravam para realizar buscas em lagos e rios, explicou o jornal britânico The Independent.

O youtuber é conhecido na plataforma por seus vídeos utilizando o mergulho e outras técnicas de resgate para investigar casos sem solução e áreas históricas. Logo após sua chegada a Sparta, o novo xerife da cidade, Steve Page, ficou sabendo da intenção da visita.

A autoridade policial não foi contra a ideia e começou a trocar mensagens com Sides pelo Facebook, com Page confidenciando ao mergulhador que, ao revisitar o caso em 2020, descobriu indícios de que os investigadores fizeram buscas pelos rapazes na parte errada da cidade.

Com a informação em mãos e usando um bote equipado com sonar para mapear inúmeros rios na região, o youtuber acabou encontrando um carro de modelo Pontiac Grand Am, do ano de 1998, no fundo do rio Calfkiller, com restos humanos dentro da fuselagem e uma placa igual à do carro das vítimas desaparecidas.

Ele logo avisou a polícia, que está realizando testes periciais no veículo e ainda não fez testes para confirmar que se trata de Erin e Jeremy.

“Eu estou sem palavras. Estou tão feliz que pude encontrá-los”, declarou Sides no vídeo sobre a missão bem-sucedida. “Eu estou tão triste que este é o lugar em que eles tiveram seu fim. Eu não acredito que eles estavam lá há mais de 20 anos, esperando alguém que os encontrasse”, concluiu.

O mergulhador também gravou a reação do xerife ao ouvir a notícia, questionando “se ele sabia o quão grande era aquilo (a descoberta do carro)”: “Irmão, esse é o caso de uma vida para mim, e pra você”, completou a autoridade.

As famílias dos adolescentes foram notificadas sobre o avanço no caso. A polícia estima que levará cerca de duas semanas para retirar a lama dos itens descobertos, viabilizando os testes de DNA e arcada dentária. Apenas depois será possível dizer quem estava dentro do veículo e a causa da morte.

Os investigadores não descartaram que os rapazes tenham sido vítimas de um crime, mas defendem que a hipótese mais provável é de que eles perderam o controle do carro e caíram acidentalmente no rio.

“Eu rezei por isso. Eu pedi a Deus que me ajudasse a encontrar esses jovens. Para dar uma conclusão e ajudar as famílias a finalmente seguirem em frente, e eu acho que conseguiremos fazer isso”, declarou o xerife Page ao canal local NewsChannel5 Nashville.

Mergulhadores do próprio estado continuam a explorar a região do possível acidente para encontrar novas provas.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.