Doria retira presidente do PSDB de sua pré-campanha, e Bruno Araújo ironiza

"Ufa! Comando que nunca fiz questão de exercer. Aliás, ele sabe as circunstâncias em que e o porque 'aceitei' à época", escreveu

Folhapress -
João Doria, ex-governador de São Paulo. (Foto: Reprodução)

Pré-candidato à Presidência pelo PSDB, o ex-governador de São Paulo João Doria retirou o presidente nacional do partido, Bruno Araújo, do comando de sua campanha. Ele será substituído pelo presidente da legenda em São Paulo, Marco Vinholi. O anúncio foi feito pela equipe de Doria.

Doria havia convidado Araújo para ser o coordenador de sua campanha em dezembro. Segundo nota divulgada pela equipe do tucano, Araújo “relativizou a candidatura de Doria” em declarações recentes e, essa postura, “considerada pouco agregadora, motivou a decisão”.

Nas redes sociais, Araújo ironizou a decisão de Doria e afirmou que nunca fez questão de exercer esse cargo. “Ufa! Comando que nunca fiz questão de exercer. Aliás, ele sabe as circunstâncias em que e o porque ‘aceitei’ à época. Aliás, objetivo cumprido!”, escreveu. O perfil oficial do PSDB no Twitter compartilhou a publicação de Araújo.

Como mostrou a coluna Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, em encontro com empresários do grupo Esfera Brasil, nesta semana, Araújo afirmou que a aliança com outros partidos “é maior” do que as prévias da legenda, vencidas por Doria.

Desta forma, a candidatura presidencial dependeria do pacto com Cidadania, União Brasil e MDB. Os quatro partidos afirmaram no começo deste mês que vão anunciar no dia 18 de maio o nome de quem representará uma candidatura única da chamada terceira via.

“O PSDB agora está em um consórcio maior para uma terceira via. Não vejo apoio do PSDB para seguir com uma candidatura que não seja dentro [desse pacto]. A candidatura de Doria recebe toda energia, todo o apoio do PSDB, se ela tiver escolhida dentro desse conjunto político da aliança nacional com todos os partidos. Fora isso, acho que vai ter um grau de desgaste intenso dentro do partido”, afirmou Araújo.

Na quinta-feira (14), Araújo almoçou com o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, que articula ser o representante tucano em um projeto presidencial, apesar de ter perdido as prévias para Doria.

“Marco Vinholi desempenhou papel fundamental no fortalecimento do PSDB no estado e é considerado um hábil articulador político por sua ampla capacidade de diálogo”, diz o texto da equipe do ex-governador paulista.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.