Operadora de telemarketing se torna heroína após salvar vida de bebê

"Fiz o que podia fazer, não sei se foi bom, ruim ou perfeito. Sinto-me muito aliviada por poder ajudá-lo"

Gabriella Licia -
Alma Cristal Barraza foi a heroína da vez. (Foto: Reprodução)

A história da heroína, de 45 anos, que salvou um bebê asfixiado tem viralizado na internet e rendido bastantes elogios.

Alma Cristal Barraza é operadora de telemarketing e estava em um hospital, localizado em Mar del Plata, na Argentina, quando presenciou a chegada da criança.

“A mãe estava em choque, não chorava, nem conseguia falar.  Era muito pequeno e tudo foi muito rápido. Mas quando entraram, o pai repetiu ‘salve a vida do filho’”, contou a mulher ao Télam.

De acordo com a telemarketing, a criança não estava respirando. Estava parado, sufocado e completamente roxo. Então, a única alternativa encontrada foi tentar a reanimação cardiopulmonar.

Dito e certo! O bebê voltou a respirar e pôde ser levado com vida para a ala especializada do hospital. O quadro de saúde dele ficou estável pouco tempo depois.

“Fiz o que podia fazer, não sei se foi bom, ruim ou perfeito. Sinto-me muito aliviada por poder ajudá-lo”, pontuou a heroína.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.