Ao menos sete jornalistas morreram cobrindo a guerra da Ucrânia

Ao todo, são cinco homens e duas mulheres (quatro da Ucrânia, uma da Rússia, um irlandês e um americano)

Folhapress -
Guerra no Leste Europeu. (Foto: Aris Messinis/AFP via Getty Images)

FLÁVIA MANTOVANI
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Ao menos sete jornalistas morreram durante a cobertura da invasão russa à Ucrânia desde 24 de fevereiro, segundo levantamento da Unesco, que lembrou o tema nesta terça-feira (3), Dia Mundial da Liberdade de Imprensa.

São cinco homens e duas mulheres -quatro da Ucrânia, uma da Rússia, um irlandês e um americano.

O CPJ (Comitê para a Proteção dos Jornalistas), baseado em Nova York, também confirmou sete vítimas e está investigando outros casos para saber se as mortes estavam relacionadas ao ofício da reportagem.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.