Juiz suspende condenação de Trump por desacato, mas mantém multa de US$ 110 mil

Ex-presidente e sua empresa são investigados por supostamente ter falsificado valores de imóveis para obter empréstimos e deduções fiscais

Folhapress -
(Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump teve suspensa nesta quarta-feira (11) uma condenação por desacato que havia sido imposta no último dia 25.

O juiz de Nova York Arthur F. Engoron determinou que o político pague US$ 110 mil em multas acumuladas nessas duas semanas para retirar a pena. Trump e sua empresa, investigados por supostamente ter falsificado valores de imóveis para obter empréstimos e deduções fiscais, têm até o dia 20 para cumprir as condições estipuladas -se não o fizerem, a condenação será imposta novamente.

Engoron havia punido o ex-presidente depois de ele se recusar a apresentar documentos requisitados pela Justiça. Trump não conseguiu anular uma intimação da procuradora-geral do estado, Letitia James, e não cumpriu o prazo para entrega dos papéis, em 3 de março, posteriormente estendido até 31 de março a pedido de seus advogados.

A defesa do republicano nega irregularidades e afirma que a investigação tem motivação política.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.