Parlamentares de 20 países fazem apelo por eleições mais seguras na Colômbia

Documento cita a suposta tentativa de homicídio do esquerdista Gustavo Petro, que lidera a corrida presidencial

Folhapress -
Confrontos de grupos armados deixam ao menos 23 mortos na Colômbia (Foto: Reprodução/ Flickr)

MÔNICA BERGAMO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Um grupo de 90 parlamentares e figuras políticas de 20 países diferentes, como Brasil, EUA, Uruguai, Espanha, Alemanha, Irlanda e Portugal, assinaram uma carta pedindo mais transparência e segurança nas eleições na Colômbia.

O documento cita a suposta tentativa de homicídio do esquerdista Gustavo Petro, que lidera a corrida presidencial, e afirma que mais de 50 pessoas já foram assassinadas em meio ao processo eleitoral. O pleito está previsto para o próximo domingo (29).

“Durante décadas, o povo da Colômbia exigiu paz e dignidade. Escrevemos agora em solidariedade com sua luta por um processo democrático, livre e pacífico”, diz a carta. Entre os signatários estão o senador Humberto Costa (PT) e Guilherme Boulos (PSOL).

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade