Jornalista francês morre durante retirada de civis no Donbass, diz Ucrânia​

Com a baixa, ao menos 24 jornalistas morreram nos três meses de guerra

Folhapress -
Cena de documentário mostra cidade destruída Cena do documentário ‘Mariupolis 2’, que acompanha o cotidiano de pessoas comuns na Guerra da Ucrânia, dirigido pelo lituano Mantas Kvedaravicius, morto no conflito (Foto: Divulgação)

IGOR GIELOW
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Um jornalista francês, cujo nome e o veículo para o qual trabalha ainda não foram divulgados, morreu nesta segunda-feira (30) quando o blindado ucraniano de retirada de civis em que ele estava foi atingido, perto de Severodonetsk, na região do Donbass.

A informação é do governo da Ucrânia, que acusa os russos de terem atirado. “Hoje, um veículo blindado nosso ia resgatar dez pessoas quando ficou sob fogo inimigo. Estilhaços romperam a blindagem, e o jornalista francês, que estava fazendo uma reportagem sobre a retirada, recebeu uma ferida fatal no pescoço”, afirmou Serhii Haidai, o governador da região de Lugansk.

Com a baixa, ao menos 24 jornalistas morreram nos três meses da Guerra da Ucrânia.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.