6 notas que você pode ter na carteira e nem imagina que são valiosas

Um pequeno erro de impressão pode fazer uma cédula valer até 80 vezes mais do que se imagina e, acredite, os detalhes são tão pequenos que muita gente nem percebe

Anna Júlia Steckelberg -
6 notas que você pode ter carteira e nem imagina que são valiosas
(Foto: Marcelo Casal Jr/Agência Brasil)

Com certeza você já deve ter ouvido falar de notas que possuem um valor bem maior do que o que está impresso nela, não é mesmo?

Valores esses que podem chegar a ser até 80 vezes maiores, tudo isso por conta de erros ortográficos e de impressão, ou por sua origem e ano de emissão.

Inclusive, a nota mais valiosa do mundo é a cédula norte-americana Grand Watermelon Bill, de 1890. Atualmente, ela é vendida por 2.791.803 de euros, cerca de R$ 12 milhões.

E, pasme, só há sete dessa nota em todo o mundo. Mas e se tratando do Brasil, quais são as mais valiosas?

6 notas que você pode ter carteira e nem imagina que são valiosas

1. R$ 50 sem o “Deus seja louvado”

Todas as células de Real possuem uma pequena citação de “Deus seja louvado” nos cantinhos das notas.

Todavia, em 1994, foi emitido no mercado um lote de notas de R$ 50 sem essa frase e por conta dessa falha, essas raras cédulas hoje valem 4 mil reais.

6 notas que você pode ter carteira e nem imagina que são valiosas

(Foto: Reprodução)

2. R$ 50 reais com assinatura de Pérsio Arida

Ainda no campo das “oncinhas” temos as notas de R$ 50 sem a assinatura de Pérsio Arida, que tiveram apenas 400 mil impressões e hoje valem mais de R$ 3 mil reais.

Ok, mas quem é esse homem? Basicamente, toda cédula do Real deve ter duas assinaturas, a do ministro da Fazenda e a do presidente do Banco Central.

O problema é que quando alguém fica pouco tempo em um desses cargos, a nota assinada se torna rara.

Foi o caso da assinatura de Pérsio Arida, que foi presidente do Banco Central apenas de janeiro a junho de 1995.

6 notas que você pode ter carteira e nem imagina que são valiosas

(Foto: Reprodução)

3. R$ 5 reais e R$ 10 com asterisco

Até 1990 a Casa da Moeda não deixava circular notas com erros de impressão. Assim, recolhiam-se essas com falhas e registrava-se um asterisco nas cédulas substituintes.

Somente 400 mil dessas notas de R$ 5 e R$ 10 entraram em circulação, e por causa disso hoje elas podem ser vendidas por até R$ 2 mil.

6 notas que você pode ter carteira e nem imagina que são valiosas

(Foto: Reprodução)

4. R$ 5, R$ 10 e R$ 50 importadas

As cédulas do Real entraram em circulação no Brasil em 1994, naquele ano, para cumprir com a demanda, algumas notas tiveram que ser importadas de outros países.

Por exemplo, as cédulas de R$ 5 vindas da Alemanha, as de R$ 10 confeccionadas na Inglaterra e as de R$ 50 feitas na França.

Essas notas, identificadas pela letra “B” ao fim do seu número de série e marca do fabricante no verso das notas, podem valer até R$ 1500.

(Foto: Reprodução)

5. R$ 2 sueco

Entrando mais no âmbito atual, em 2017, foi produzido um lote de notas de R$ 2 pela empresa Crane AB, na Suécia.

As 100 milhões de unidades estão em circulação por aí e há quem pague mais de R$ 5 por uma delas.

O seu diferencial é o escrito Crane AB, no lugar onde deveria estar o “Casa da Moeda do Brasil” e o seu número de série, que começa com DZ.

Por mais que elas não tenham um valor na casa dos milhares, os colecionadores dizem que esse número pode aumentar com o tempo.

(Foto: Reprodução)

6. R$ 1

Por último, é claro que essa clássica nota não ficaria de fora dessa lista! A antiga nota de R$ 1, que parou de ser fabricada em 2005, hoje ela já vale mais de R$ 200.

Incrível né? Quanto mais incomum e antiga forem as cédulas, mais elas podem valer. Fica a dica!

(Foto: Reprodução)

Siga o Portal 6 no Instagram: @portal6noticias e fique por dentro das novidades!

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade