Jovem fica ‘desfigurado’ após companheira jogar soda cáustica no rosto dele

Mulher, que está grávida, esteve na delegacia para contar a versão dela dos fatos

Da Redação -
Após o fato, a mulher ainda conseguiu medida protetiva contra o atingido. (Foto: Reprodução / TV Anhanguera)

Começou a repercutir nas redes sociais, nesta quinta-feira (09), as imagens que mostram o rosto de um jovem que foi atacado com soda cáustica após uma discussão com a ex. O caso aconteceu em Aparecida de Goiânia.

Rafael Rosa de Oliveira, de 22 anos, não teria demonstrado interesse em registrar boletim de ocorrência, mas familiares procuraram a polícia para fazer a denúncia. Na versão dele, a mulher, de 35 anos, não aceitava o fim do relacionamento.

“Ela tacou no meu rosto todo. Para mim, meu rosto estava pegando fogo. Saí feito doido gritando por ajuda”, contou ao G1.

O Portal 6 apurou que, um dia após o fato, ela procurou a polícia para prestar queixas contra o ex-marido e pedir medidas protetivas.

Aos policiais, a mulher ausentou ter vivido em união estável com Rafael por um ano, mas que estaria sofrendo com ofensas e agressões há três meses, desde que engravidou.

Na denúncia, também consta que o homem teria a ameaçado de morte por diversas vezes.

No último sábado (04), depois de discutirem na residência que moravam, Rafael teria deixado um bilhete para que a companheira o encontrasse na casa de uma amigo. No local, o casal voltou a brigar e, conforme narrado pela mulher, ele tentou enforcá-la.

Ela então jogou o frasco de soda dissolvida no rosto de Rafael. Segundo depoimento, a mulher, que é costureira em uma fábrica de colchões, mantinha o material dentro da bolsa para se proteger de casos de assalto no trajeto para o trabalho.

Na segunda-feira (07), juíza Patrícia Dias Bretas decidiu a favor da medida protetiva contra Rafael, que fica proibido de se aproximar a uma distância inferior a 300 metros da ex-esposa.

No momento do ataque, ele recebeu foi socorrido por um vizinho precisou receber atendimento no Hospital de Queimaduras de Goiânia.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade