Briga de vizinhas que dura 07 anos tem desdobramento inacreditável em Goiânia

Desde 2015 as duas enfrentam problemas de relacionamento e, desde então, audiências de conciliação foram realizadas

Da Redação -
Viatura da Polícia Militar. (Foto: Reprodução)

Uma rivalidade entre vizinhas que já se estende há sete anos ganhou um novo capítulo, nesta sexta-feira (29), no Residencial Itaipú, em Goiânia.

Desta vez, tudo começou quando a idosa, de 66 anos, ligou aos prantos para a Polícia Militar afirmando que a dona da casa ao lado, de 51 anos, estava jogando “bombas de fogo” na residência dela.

Após a chegada da viatura no local, ela reforçou a denúncia e explicou que as explosões se tratavam de foguetes jogados sobre o muro.

O Portal 6 apurou que a mulher acusada negou a denúncia e explicou aos policiais que a rivalidade entre as duas se estende há anos e que, inclusive, já tem audiência marcada. Nenhum indício de crime foi encontrado no quintal da idosa.

Horas depois a situação se inverteu, a mulher, de 51 anos, foi até uma delegacia registrar um boletim de ocorrência contra a vizinha.

Ela afirma que ouviu uma explosão na rua e saiu para conferir o que era. No local, estava a idosa, juntamente com o neto dela.

A mulher conta que foi duramente ofendida pela vizinha, com gritos de “urubu”, “macaca” e “aqui para você a banana” e que, em seguida, foi atingida por uma casca da fruta.

“Deixe esse lixo de mão, que discutir com esse lixo não vai dar nada não”, foi a última frase dita pela idosa. Na sequência, ligou o alarme da residência para importunar a vizinha.  A ocorrência foi registrada como injúria racial.

Desde 2015 as duas enfrentam problemas de relacionamento e, desde então, audiências de conciliação foram realizadas.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.