Projetos que criam a taxa do agronegócio em Goiás são sancionados

Estimativa de arrecadação por parte do estado é de até R$ 1 bilhão por ano

Pedro Hara Pedro Hara -
Palácio das Esmeraldas. (Foto: Reprodução)

Alvo de muita discussão na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), os projetos que criam a taxa do agronegócio em Goiás, foram sancionados nesta terça-feira (06), pelo governador Ronaldo Caiado (UB).

Com a confirmação vinda do governo estadual, os valores arrecadados serão utilizados para a criação do Fundo Estadual de Infraestrutura (Fundeinfra).

Com limite de até 1,65%, o estudo sobre qual será a porcentagem contribuição de cada segmento deve ser entregue ainda neste ano pelo Instituto Mauro Borges.

A contribuição será apenas para os produtores que possuem benefícios fiscais ou regimes fiscais especiais de tributação. A estimativa de arrecadação por parte do estado é de até R$ 1 bilhão por ano.

No dia 22 de novembro, durante a votação na Alego, produtores contrários a matéria invadiram o plenário, forçando o término da sessão. No dia seguinte, o projeto foi aprovado com 22 votos favoráveis e 14 contrários.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.