Papa Francisco condena atentado que matou 147 no Quênia

O papa Francisco condenou hoje (3) o ataque, que definiu como brutal e sem sentido, do grupo jihadista somali Al Shabab à Universidade de Garissa, no Quênia, que matou 147 pessoas. "Sua Santidade condena este ato de brutalidade sem sentido e reza por uma mudança de atitude dos seus autores", diz o telegrama de pêsames que o secretário de Estado do Vaticano, Pietro Parolín, enviou em nome do pontífice ao arcebispo de Nairobi, John Njue. O telegrama diz ainda que o papa está "profundamente entristecido pela imensa e trágica perda de vidas causada pelo ataque à Universidade de Garissa". Na mensagem, Francisco apelou, ainda, para que todas as autoridades "redobrem os seus esforços para trabalhar com todos os homens e mulheres do Quênia para pôr fim a essa violência e acelerar o amanhecer de uma nova era de fraternidade, justiça e paz". Francisco exprimiu a sua proximidade espiritual às famílias...

Leia mais

Primeiro-ministro de Israel diz que Irã tem como único objetivo a bomba atômica

O acordo de princípio alcançado na quinta-feira (2) sobre o programa nuclear iraniano é uma etapa "numa direção muito perigosa", disse hoje (3) o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, acusando Teerã de ter como único objetivo a bomba atômica. "O acordo é um passo numa direção muito, muito perigosa", disse aos jornalistas o porta-voz do governo israelense Mark Regev, acrescentando que o "único objetivo" do Irã é conseguir fabricar a bomba atômica. "Não só deixa o Irã com uma infraestrutura nuclear dispendiosa como falha no fechamento de uma única instalação nuclear iraniana. Deixa o Irã com milhares de centrifugadoras para continuar a enriquecer urânio", acrescentou Regev. Segundo Israel, o acordo permite ao Irã "investigar, desenvolver e construir novas e melhores centrifugadoras". O grupo "5+1" (que inclui os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU – Estados Unidos, China, França, Rússia, Reino Unido – e a Alemanha) e o...

Leia mais

Cristina Kirchner divulga informações secretas sobre Guerra das Malvinas

A presidente Cristina Kirchner anunciou a abertura das informações secretas da Guerra das Malvinas hoje (2), na cerimônia oficial do 33º aniversário da conflito em Ushuaia. A presidente também anunciou a criação do Arquivo Oral das Memórias das Malvinas. A abertura será feita por decreto, assinado ontem, no qual a informação será desclassificada como de segurança. O texto diz: "Suspenda-se a classificação de segurança para toda documentação de caráter não público relacionada com o desenvolvimento da guerra no Atlântico Sul.” Cristina detalhou que, pelo Decreto 503, ordenou-se que se desclassifique "toda a informação que há sobre as Ilhas Malvinas nos arquivos das Forças Armadas". O Ministério da Defesa terá 30 dias úteis para disponibilizar a documentação para consulta pública. O Decreto 200, de fevereiro de 2012 havia avançado a respeito da desclassificação da Comissão de Análise e Avaliação de Responsabilidade do Conflito do Atlântico Sul, conhecido como Informe Rattenbach. O...

Leia mais

Obama e Hollande avaliam como histórico acordo nuclear com o Irã

Os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, e da França, François Hollande, elogiaram hoje (2) a conclusão de um acordo “histórico” sobre o programa nuclear do Irã,. Após a definição, Obama informou que o acordo será objeto de “inspeções sem precedentes”. “Hoje, os Estados Unidos, com seus aliados e parceiros, concluíram um acordo histórico com o Irã, que, se for plenamente aplicado, impedirá a obtenção da arma nuclear”, declarou o presidente norte-americano durante entrevista na Casa Branca. “O Irã concordou com um regime de transparência e com as mais intensas inspeções até hoje negociadas na história dos programas nucleares”, acrescentou. A maratona de negociações entre as seis potências e o Irã ocorreu em Lausana, na Suíça. O chamado Grupo 5+1 é constituído pelos membros permanentes do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (Estados Unidos, Rússia, China, França e Reino Unido) e a Alemanha. Obama elogiou o desempenho de...

Leia mais

Grupo islâmico matou 147 pessoas em Universidade do Quênia

O Centro Nacional de Gestão de Catástrofes (NDOC), do governo do Quênia, atualizou para 147 o número de mortos no atentado de hoje (2) na universidade de Garissa, no leste do Quênia. Segundo o NDOC, a maioria é estudante. O grupo extremista islâmico somali Shebab reivindicou o ataque. A operação realizada pelas forças de segurança quenianas para retomar o controle da universidade, tomada por um comando ‘shebab’ nesta quinta-feira de madrugada, “terminou com os quatro terroristas mortos”, acrescentou o NDOC. A retomada ocorreu quase 16 horas após o início do ataque em Garissa, a 150 quilômetros da fronteira com a Somália. “O Quênia está em guerra com a Somália (…) Nossos homens estão ainda no interior e em combate. A missão é matar aqueles que são contra os Shebab”, disse, por telefone, o porta-voz do grupo islâmico, Cheikh Ali Mohamud Rage, reivindicando o ataque. Agência Brasil

Leia mais

Brasileiros integrantes da Missão Humanitária a Gaza são impedidos de entrar na Cisjordânia

Dois brasileiros integrantes da Missão Humanitária a Gaza do Fórum Social Mundial foram barrados pelo serviço de imigração israelense. Soraya Misleh, jornalista brasileira de origem palestina, e Mohamad El Kadri, de origem libanesa, foram impedidos de entrar na Cisjordânia, território palestino ocupado por Israel, sob a alegação de que poderiam oferecer riscos à segurança israelense. Perguntados sobre os motivos que levaram à suspeita, os funcionários da fronteira limitaram-se a dizer que não poderiam dar mais informações. Além de terem que assinar um documento em hebraico e inglês que informava a proibição, os brasileiros foram alertados pelos funcionários do serviço de imigração de que o impedimento vale por cinco anos. A missão chegou a Allenby Bridge, fronteira entre a Jordânia e a Palestina, por volta das 16h30 de terça-feira (31). A saída da Jordânia ocorreu com tranquilidade. As dificuldades começaram no lado controlado por Israel. Depois de quase quatro horas de...

Leia mais

Copiloto do avião que caiu semana passada pesquisou sobre suicídio na véspera do acidente

O copiloto do avião da Germanwings que caiu na semana passada, nos Alpes franceses, Andreas Lubitz, procurou na internet informação sobre métodos de suicídio e sobre o funcionamento das portas da cabine da aeronave dias antes do acidente. A informação foi divulgada hoje (2) pela Procuradoria de Düsseldorf, que teve acesso a um tablet de Lubitz, apreendido em uma de suas residências. Em comunicado, os procuradores disseram que o copiloto, de 27 anos, procurou na internet informação sobre “formas de cometer suicídio”, “especialmente entre 16 e 23 de março", véspera do acidente. Pelo menos em um desses dias, Lubitz viu também, “durante vários minutos”, informação sobre “portas de cockpit e disposições de segurança”. Cockpit é o termo em inglês para a cabine da qual os pilotos comandam a aeronave. As investigações indicam que Lubitz provocou deliberadamente o acidente com o Airbus A320. Ele ficou sozinho na cabine e teria bloqueado...

Leia mais

Encontrada segunda caixa preta de avião que caiu nos Alpes franceses

A segunda caixa-preta com o registro dos instrumentos de voo do avião da companhia Germanwings, que caiu na semana passada na região dos Alpes franceses, foi encontrada hoje (2), anunciaram os investigadores. Com a segunda caixa-preta, as autoridades esperam conseguir saber mais pormenores sobre a queda do avião. O gravador de voz já foi encontrado e sugere que o copiloto, Andreas Lubitz, agiu deliberadamente, provocando a queda do Airbus A320 que fazia o percurso Barcelona-Düsseldorf. Estavam no avião da companhia Germanwings, uma filial da Lufthansa, 142 passageiros e seis tripulantes. Todos morreram no acidente, ocorrido no dia 24 de março. Agência Brasil

Leia mais

Presidente da Venezuela diz estar pronto para dialogar com os EUA

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu hoje "condições de igualdade e respeito" ao presidente norte-americano, Barack Obama, e anunciou que está "pronto" para dialogar com os Estados Unidos. "Com base no respeito e em termos de igualdade entre os Estados, quando quiserem eu quero, onde quiserem eu quero, como quiserem eu quero, com respeito, com diplomacia, com paz", disse Maduro em Antímano (na zona oeste de Caracas), durante uma ação "casa a casa" para recolher assinaturas contra o recente decreto de Washington que considera a Venezuela um "risco inusitado e extraordinário" para a segurança norte-americana. No dia 9 de março, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, determinou a aplicação de novas sanções a sete altos representantes venezuelanos – entre eles o diretor-geral dos Serviços Secretos e o diretor da Polícia Nacional – que acusa de violação dos direitos humanos. As sanções a serem aplicadas são a proibição de...

Leia mais

Foi de propósito: Copiloto fez Airbus A320 cair nos Alpes franceses

O copiloto do Airbus que caiu terça-feira (24) nos Alpes franceses foi o responsável pela queda do avião, iniciando deliberadamente a descida e recusando-se a abrir a porta da cabine ao piloto, revelou hoje (26) o principal investigador. Em entrevista coletiva, o procurador Brice Robin afirmou que o copiloto estava sozinho no comando do avião no momento da queda, recusou-se a abrir a porta da cabine ao piloto e, voluntariamente, iniciou a descida. Os investigadores tiraram as conclusões ao analisar as gravações contidas em uma das caixas-pretas. Eles acrescentaram que o copiloto não tinha indicações de ligação com o terrorismo. A queda do avião da companhia alemã Germanwings, de baixo custo, deixou 150 mortos. Agência Brasil

Leia mais
Página 68 de 69 1 67 68 69

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist