Depois de nova pesquisa negativa para Dilma, Mercadante fala em humildade

O ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Aloizio Mercadante, comentou a pesquisa CNi/Ibope que aponta queda no percentual de pessoas que consideram o governo Dilma Rousseff ótimo ou bom. Segundo ele, os índices exigem “mais trabalho e atenção” do governo, principalmente a um “caminho sólido para a retomada do crescimento”. “O governo tem que ter humildade, trabalho, trabalho e trabalho. O nosso compromisso é para quatro anos e três meses de governo; é apenas o início de processo. A fotografia não é boa, mas o filme vai ser muito bom”, disse, comparando os resultados da pesquisa a uma fotografia de apenas um momento. Pesquisa encomendada ao Ibope pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada hoje (1º) indica que o percentual de pessoas que avaliam o governo da presidente Dilma Rousseff como ótimo ou bom caiu 28 pontos pencentuais, passando de 40% em dezembro de 2014 para 12%...

Leia mais

STF autoriza MPF investigar senador Luiz Henrique, de SC

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a abertura de inquérito para investigar o senador Luiz Henrique (PMDB-SC). Conforme denúncia do Ministério Público Federal (MPF), o parlamentar é acusado do crime de advocacia administrativa. A denúncia relata que o senador usou sua influência como parlamentar para encaminhar uma paciente a um hospital público de Florianópolis para fazer uma consulta e uma cirurgia. Segundo o Ministério Público, a paciente não passou pela fila do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com a denúncia, a paciente trabalha com Evaldo Stopassoli, dono de uma rádio no município catarinense de Aranguá, que confirmou ter conseguido o atendimento por intermédio de Luiz Henrique. Em nota à imprensa, o senador considerou a denúncia vazia. “Não sei do que se trata, certamente é uma denúncia vazia de alguém mal-intencionado, movido, ou por inimizade, ou por motivação política." Luiz Henrique classificou a acusação de...

Leia mais

Lava Jato: Controladoria da União abre processo contra mais 5 empresas

A Controladoria-Geral da União (CGU) determinou a abertura de processo administrativo contra mais cinco empresas envolvidas na Operação Lava Jato. Com essas ações, chega a 29 o número de empreiteiras com processos por suspeitas de irregularidades. As informações constam de nota divulgada pela assessoria da CGU. As empresas serão notificadas nos próximos dias. Caso sejam responsabilizadas, elas podem ser multadas e impedidas de celebrar novos contratos, entre outras penalidades. Os processos foram abertos contra a Techint Engenharia e Construções Ltda, NM Engenharia e Construções Ltda, Construcap CCPS Engenharia e Comércio S/A, Niplan Engenharia S/A e Jaraguá Equipamentos Industriais Ltda. De acordo com a CGU, novos processos podem ser abertos contra outras empresas. Agência Brasil

Leia mais

Comissão para analisar PEC da Maioridade Penal será instalada na semana que vem

A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisará o mérito e dará parecer à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 171-A/93, que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos, será instalada no próximo dia 8. A comissão foi criada há pouco pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que encaminhará ainda hoje ofício aos líderes partidários para que indiquem seus representantes. Depois de mais de 22 anos tramitando na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, a PEC teve sua admissibilidade e juridicidade aprovadas pela CCJ por 42 votos a favor e 17 contra. Agora, a proposta passará a tramitar em comissão especial da Câmara. Apresentada em 1993 pelo então deputado Benedito Domingos (DF), a PEC altera a redação do Artigo 228 da Constituição, que trata da imputabilidade penal do maior de 16 anos. A comissão será composta por 26 deputados e igual número de suplentes, mais...

Leia mais

PF prende presidente do Grupo Galvão em nova fase da Lava Jato

A Polícia Federal (PF) prendeu hoje, em mais uma etapa da Operação Lava Jato, o acionista e presidente do Conselho de Administração do Grupo Galvão, controlador da empreiteira Galvão Engenharia, Dario de Queiroz Galvão Filho. Também foi preso Guilherme Esteves de Jesus, apontado pelo Ministério Público Federal como operador dos pagamentos de propina da empresa Sete Brasil, que tem contratos com a Petrobras. Dario de Queiroz Galvão Filho foi preso em casa, em São Paulo, e Guilherme Esteves, no Rio de Janeiro. Cumprindo mandado do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava jato, os agentes da PF também cumpriram mandados de busca e apreensão nos locais onde ocorreram as prisões. Na quarta-feira (25), as empresas Galvão Engenharia e Galvão Participações, vinculadas ao Grupo Galvão, apresentaram à Justiça do Rio de Janeiro pedido de recuperação judicial. Comunicado da empresa a colaboradores, fornecedores, clientes, parceiros de negócios e acionistas...

Leia mais

Edinho Silva é o novo ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência

O ex-deputado Edinho Silva será o novo ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, no lugar de Thomas Traumann, que deixou o cargo na última quarta-feira (25). A posse do novo ministro está marcada para terça-feira (31), às 11h. A informação foi divulgada pela Secretaria de Imprensa da Presidência. Silva foi tesoureiro da campanha à reeleição da presidenta Dilma Rousseff, no ano passado, e presidente do PT em São Paulo. Sociólogo e professor, Edinho Silva é graduado em ciências sociais na Unesp de Araraquara e mestre em engenharia de produção pela Universidade Federal de São Carlos. Nascido em Pontes Gestal, na região de São José do Rio Preto, Silva construiu carreira política em Araraquara, onde foi vereador e prefeito por dois mandatos (de 2000 a 2008). Também foi deputado estadual de 2011 a 2015. Agência Brasil

Leia mais

Abolição das Coligações Proporcionais é aprovada no Senado

O Senado aprovou hoje (24), em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição 40, que acaba com as coligações eleitorais em eleições proporcionais, permitindo que elas ocorram apenas para as majoritárias. A PEC é um dos principais temas da reforma política. Na prática, a proposta estabelece que os partidos só poderão se coligar em eleições para cargos do Executivo – federal, estadual e municipal – e para o Senado. Portanto, ficam proibidas as coligações para disputas à Câmara dos Deputados, às assembleias legislativas, à Câmara Legislativa do Distrito Federal e às câmaras de Vereadores. Não será mais possível, por exemplo, que dois partidos que não alcançaram o número necessário de votos para atingir o coeficiente eleitoral se unam para eleger um candidato. A PEC também impede que, durante o afastamento de um parlamentar, o suplente convocado seja de outro partido. A proposta tinha sido aprovada em primeiro turno no...

Leia mais

Brasil pede explicação à Nova Zelândia sobre suposta violação de correspondência

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) informou hoje (24) que a embaixadora da Nova Zelândia no Brasil foi chamada para dar explicações sobre notícias publicadas jornal New Zeland Herald que tratam de violação de correspondência eletrônica do embaixador brasileiro Roberto Azevêdo quando este era candidato ao cargo de diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), ao qual acabou sendo eleito. “A embaixadora da Nova Zelândia foi chamada ontem ao Itamaraty pelo secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Sérgio Danese, com a expectativa de que o governo neozelandês possa fornecer as explicações necessárias sobre o assunto”, diz o Itamaraty em nota publicada em seu site. De acordo com as reportagens do New Zeland Herald, o candidato brasileiro teve sua caixa de e-mail monitorada nas semanas que antecederam a eleição de Azevêdo para a OMC, em maio de 2013. Na ocasião, o ministro do Comércio da Nova Zelândia, Tim Groser,...

Leia mais

Reforma Política: Líderes da base aliada se reúnem com Temer em Brasília

O vice-presidente da República, Michel Temer, está reunido hoje (17), em café da manhã no Palácio do Jaburu, com ministros e líderes da base aliada do governo na Câmara dos Deputados. Segundo a assessoria de Temer, eles discutem reforma política, o pacote anticorrupção que o governo federal deve lançar e as medidas provisórias do ajuste fiscal. De acordo com a assessoria, Temer fez uma apresentação em que falou da importância das medidas para a economia e pediu o apoio dos parlamentares da base na Câmara. O ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, expôs detalhes do pacote anticorrupção que também envolve medidas ligadas à reforma política. Além dele, estão presentes os ministros da Casa Civil, Aloizio Mercadante; da Secretaria de Relações Institucionais, Pepe Vargas; da Previdência Social, Carlos Gabbas e dos Esportes, George Hilton. Agência Brasil

Leia mais

Dilma: governo errou ao deixar setor privado controlar matrículas do Fies

Ao comentar as manifestações de ontem (15) contra o governo, a presidente Dilma Rousseff disse nesta segunda-feira (16) que o governo errou ao deixar que o setor privado controlasse as matrículas feitas com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Em entrevista a jornalistas nesta segunda-feira, no Palácio do Planalto, a presidente disse que cometem-se erros em qualquer atividade humana. Ela admitiu inclusive a possibilidade de o governo ter cometido algum erro na condução da política econômica, mas pediu que sejam "apontados os momentos" em que ela não foi humilde para que possa avaliar se se tem razão. Logo depois, Dilma confessou um erro cometido por seu governo: “quem controlava as matrículas era o setor privado. Esse é um erro que cometemos, detectamos, voltamos atrás e estamos ajustando o programa. Antes, as matrículas eram feitas diretamente com as instituições, agora elas vão ter de passar pelo governo”. A presidente garantiu, no...

Leia mais
Página 206 de 207 1 205 206 207

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist