Portal 6

Juiz proíbe pastor acusado de pedofilia de se aproximar de Bianca Toledo e seu filho

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro aceitou nesta sexta-feira (8) a denúncia do MPRJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) contra o pastor Felipe Garcia Heiderich, acusado de abusar do enteado, filho da missionária e cantora Bianca Toledo.

O juiz aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público (MPRJ), que solicitou as medidas cautelares. Como o MPRJ não pediu a prisão preventiva, o acusado, que se encontrava em prisão temporária, durante a fase de inquérito da Polícia Civil, responderá o processo em liberdade.

“Havia sido decretada a prisão temporária do acusado, que só vale durante a fase de inquérito. A partir do momento que o Ministério Público ofereceu a denúncia, o inquérito foi encerrado. Ressalto que o MPRJ não pediu a prisão preventiva, mas somente medidas cautelares. Assim, determinei o monitoramento eletrônico e que o réu fique proibido de se aproximar da criança e da mãe”, explicou o juiz Paulo Cezar.

“Ressalto que o MPRJ não pediu a prisão preventiva, mas somente medidas cautelares. Assim, determinei o monitoramento eletrônico e que o réu fique proibido de se aproximar da criança e da mãe”, disse na decisão.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook





Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.