Anvisa proíbe venda de extrato de tomate de 5 marcas com “excesso” de pelo de roedor

Fique atento: A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu a comercialização e a distribuição de quatro lotes de extrato de tomate com  matéria estranha indicativa de risco à saúde humana – pelo de roedor – acima do limite máximo de tolerância pela legislação vigente.

As marcas citadas pela Anvisa são: Amorita, Predilecta, Aro e Elefante e também um lote de molho de tomate tradicional da marca Pomarola. Segundo o estudo, a quantidade de material “estranho” nestes lotes podem causar riscos a saúde humana e por isso deve ser recolhidos dos estoques presentes no mercado imediatamente.

As decisões da Anvisa estão publicadas em resoluções no DOU (Diário Oficial da União) da última quinta-feira (28). Fique atento aos lotes que terão de ser recolhidos. Vale a pena conferir antes de comprar.

A primeira citação refere-se ao lote L 076 M2P e validade de 01/04/2017 do extrato de tomate Amorita, fabricado por Stella D’Oro.

A segunda citação refere-se ao extrato de tomate Predilecta lote 213 23IE e validade 03/2017.

A terceira citação trata-se do molho de tomate tradicional Pomarola lote 030903 e validade 31/08/2017.

A quarta citação é do extrato de tomate Elefante, mais popular entre os consumidores, lote 032502 e validade 18/08/2017.

As empresas responderam a decisão da Anvisa afirmando que vão recolher do mercado todos os lotes citados na decisão. Vale lembrar que esta não é uma decisão muito incomum. Este ano, algumas empresas da área foram notificadas a recolher do mercado, lotes de produtos que também continuam risco à saúde humana. Vale ficar atento na hora de comprar este tipo de alimento.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook