PublicidadePublicidade

“Cara, você é fraco”, disse sequestrador do Uber ao ser entregue por comparsa à polícia

Na delegacia, Bruno confessou o crime e contou que foi para festa após deixar a vítima amarrada no mato

Danilo Boaventura -

Caso que mobilizou as atenções em Anápolis nos últimos dias, o sequestro e roubo do motorista Cleyton da Silva Nascimento, de 30 anos, teve um desfecho completo e com direito a final feliz.

No início da madrugada desta terça-feira (05) foram presos o autor do crime e o receptador do veículo.

Segundo a Polícia Militar, a ação foi resultado de uma operação conjunta envolvendo os serviços de inteligência do 4º BPM e 28ºBPM.

Havia a suspeita de que o carro, um Ford Ka, estava em uma casa na Vila Jaiara, na região Norte da cidade.

Ao baterem no portão, os policiais foram recebidos por Augusto Pedro Pimenta e Souza, de 25 anos, que permitiu a entrada dos militares para revistar o veículo. Constatada a diferença na numeração da placa e chassi, o rapaz disse que ‘apenas havia recebido o carro do amigo’, Bruno dos Santos Gomes, de 19 anos.

Pressionado, Augusto levou os policias até a casa de Bruno, que reagiu provocando o comparsa.

“Cara, você é fraco. Me entregou mesmo, hein!”, disse antes de ser preso e levado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil, no Centro.

Reconhecimento

Pela manhã, Cleyton compareceu ao 1ºDP e reconheceu o rosto de Bruno. Ao site do jornal A Voz de Anápolis, o delegado Carlos Antônio da Silveira, responsável pelo caso, disse que o autor confessou e deu detalhes do crime (que que ainda teve a participação de um menor de idade ainda não encontrado).

“Saíram com o carro e foram para uma festa, segundo informação deles. A partir de então eles tinham a intenção de vender o veículo”, relatou.

Agora, Carlos Antônio pedirá a prisão provisória dos envolvidos.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.