PublicidadePublicidade

Grávida quis entrar na cadeia com celulares dentro das partes íntimas

Dentro do pacote secreto também havia porções de maconha

Da Redação Da Redação -

Uma mulher de 24 anos foi presa na tarde deste domingo (1º) depois de tentar entrar com celulares e drogas na Casa de Prisão Provisória (CPP), no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

A jovem, que está grávida, alegou que não podia passar pelo Body Scanner – equipamento que identifica objetos no corpo nos visitantes sem a necessidade de visita íntima – para não prejudicar o bebê.

No entanto, a agente prisional insistiu que a máquina não representava risco e a mulher acabou passando pelo detector, onde ficou constatado que havia algo escondido nas partes íntimas dela.

PublicidadePublicidade

(Foto: Divulgação / DGAP)

A grávida foi então levada para uma sala e retirou uma embalagem coberta com fita isolante e papel carbono. Dentro do pacote foram encontrados quatro aparelhos celulares e aproximadamente 200g de maconha.

Ela foi conduzida para o 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia juntamente com os objetos apreendidos e está a disposição da Justiça.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade