Nova lista mostra quais unidades da rede municipal aderiram à greve em Anápolis

Cidade possui 101 escolas e creches. Destas, apenas 31 estão funcionando normalmente

Rafaella Soares -

Uma nova atualização na lista do Sinpma das escolas que aderiram à greve dos professores em Anápolis mostra que  70 unidades estão com as aulas suspensas.

Ao todo, a cidade possui 101 unidades e, destas, apenas 31 continuam funcionando normalmente.

Na segunda-feira (07), dia em que a greve foi oficialmente iniciada, o sindicato chegou a se reunir com o prefeito Roberto Naves (PTB) para tentar uma negociação.

Durante a conversa, os professores reivindicaram novamente o reajuste salarial. No entanto, Roberto disse que só poderá dar o aumento quando as contas da administração entrarem no limite prudencial de 51,3%. Atualmente, esse limite está em 54%.

“Nessa reunião com o sindicato, ficou definido mais uma vez que estamos trabalhando, e assim que chegarmos em 51,3% e a Lei permitir vai ser dado o reajuste que é devido ao professor. Agora vai ser montada uma comissão permanente para que possa ser acompanhado esse índice e vamos buscar soluções para que possamos baixar esse índice o quanto antes” explicou.

(Foto: Rafaella Soares)

Presidente da entidade, a professora Márcia Abdala afirmou que esperava que fosse receber uma proposta, mas que tudo o que foi dito na reunião já havia sido tratado anteriormente.

Devido a isso, não há uma previsão de quando a greve deverá ser encerrada.

Aderiram à greve, de acordo com o Sinpma: Escola Municipal Afonsina Mendes do Carmo, Escola Municipal Alfredo Jacomossi, Escola Municipal Antônio Constante, Escola Municipal Ayrton Senna da Silva, Escola Municipal Cecília Meireles, Escola Municipal Clóvis Guerra, Escola Municipal Cora Coralina, Escola Municipal Deputado José de Assis, Escola Municipal Dona Alexandrina, Escola Municipal Dr Adahyl Lourenço Dias, Escola Municipal Dr. Anapolino Silvério de Faria, Escola Municipal Elzira Balduíno, Escola Municipal Gomes Santana Ramos, Escola Municipal Jerônimo Vaz, Escola Municipal João Amélio da Silva, Escola Municipal João Beze, Escola Municipal Lindolfo Pereira da Silva, Escola Municipal Lions Anhanguera, Escola Municipal Luiz Carlos Bizinotto, Escola Municipal Manoel Gonçalves da Cruz, Escola Municipal Maria Aparecida Gebrim, Escola Municipal Maria Elizabeth Camelo Lisboa, Escola Municipal Moacyr Romeu Costa, Escola Municipal Pedro Ludovico Teixeira, Escola Municipal Pedro Nunes Moreira, Escola Municipal Professor Jesus Duarte, Escola Municipal Profª Dinalva Lopes, Escola Municipal Profª Edinê Rodrigues Gomes, Escola Municipal Profª Esther de Campos Amaral, Escola Municipal Profª Francisca Miguel, Escola Municipal Profª Josephina Simões, Escola Municipal Profª Lena Leão, Escola Municipal Profª Nadyr de Souza Andrade, Escola Municipal Raymundo Paulo Hargreaves, Escola Municipal Realino José de Oliveira, Escola Municipal Rodolf Mikel Ghannan, Escola Municipal Rosevir Ribeiro de Paiva, Escola Municipal São José, Escola Municipal Wady Cecílio, Escola Municipal Walmir Bastos Ribeiro, Escola Municipal Walter Beze, Escola Betesda  Jardim Esperança, Escola Betesda Primavera, CMEI Anita Malfatti, CMEI Arnaldo Steckelberg, CMEI Carlos Drummond de Andrade, CMEI Casimiro de Abreu, CMEI Cibele Teodoro Teles, CMEI Clarice Lispector, CMEI Cristiane Alves de Almeida Peixoto, CMEI Desembargador Air Borges de Almeida, CMEI Dona Iris Rezende Machado, CMEI Dona Jandira Bretas, CMEI Ildefonso Limírio Gonçalves, CMEI José Cupertino de Paula, CMEI José Epaminondas Roriz, CMEI Maria Capuzzo Cremonez, CMEI Maria Zenita de Jesus, CMEI Mário Quintana, CMEI Maura Helena Simões, CMEI Célia Maria Rocha Malta, CMEI Profª Cinthya Rodrigues Costa dos Santos, CMEI Helena Ferreira Melazzo, CMEI Leonor Marques Bastos Silva, CMEI Profª Rettie Tipple Batista, CEI Rainha da Paz, CEI Betesda Primavera, CEI Pelicano, CEI Pioneira e CEI Presbiteriana Renovada Central.

Em tempo

Até o momento da publicação desta reportagem, na lista do Sinpma, constava duas vezes o nome do CMEI Desembargador Air Borges de Almeida. O Portal 6, portanto, considerou apenas uma.

Mesmo constando duas vezes na lista, foi apurado que a paralisação nesta unidade é apenas parcial, com sete professores em greve e três trabalhando normalmente junto ao administrativo.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.