Anápolis ainda não registrou nenhum protesto de caminhoneiros em rodovias federais

Confira os pontos de bloqueios em Goiás, segundo boletim da Polícia Rodoviária Federal

Danilo Boaventura -

Atualizado na manhã desta quarta-feira (23) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), o boletim que informa os pontos de bloqueio promovido pela greve de caminhoneiros em Goiás não menciona nenhum protesto em Anápolis. A cidade tem um dos maiores polo logísticos do interior do país.

Entre as rodovias federais que cortam o estado, o piquete mais próximo daqui está em Alexânia, no Km 33 da BR 060.

Por enquanto, a estratégia do movimento grevista, que protesta contra a alta de mais de 50% no preço do diesel pela Petrobrás no acumulado de doze meses, está sendo a de bloquear acessos de distribuidoras de combustíveis e de empresas que escoem produtos básicos para o abastecimento de supermercados.

A pressão, no entanto, tem surtido efeitos pontuais.

Nesta terça-feira (22), o presidente da Petrobras Pedro Parente disse à imprensa, em Brasília, que o Governo Temer não pretende mudar a política de reajustes de preços da empresa estatal, que repassa ao consumidor as oscilações no preço do barril e do dólar.

Já o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM) usou as redes sociais para contar que o Governo Federal vai zerar a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre os combustíveis. Porém, o imposto tem participação menor entre os demais que incidem sobre a gasolina e o próprio diesel.

Pontos de bloqueios em Goiás, segundo a PRF

BR 050
Kms 270, 273, 279 e 283 em Catalão

BR 060
Km 33 em Alexânia
Km 303 em Acreúna
Km 382 em Rio Verde

BR 080
Km 1112 trevo que da a Goianésia

BR 153
Km 515 em Aparecida de Goiânia
Kms 691 e 699 em Itumbiara

BR 158
Km 157 em Caiapônia

BR 364
Kms 06 e 08 em São Simão
Km 112 em Aparecida do Rio Doce
Kms 193 e 197 em Jataí
Km 300 em Mineiros

BR 452
Km 0,5 em Rio Verde

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.