Ex-PT, desembargador reitera decisão pela terceira vez e manda soltar Lula

Rogério Favreto disse que não é subordinado ao relator da Lava Jato e que autoridade policial tem de cumprir ordem

Danilo Boaventura -

A refrega do judiciário brasileiro quanto à situação de Lula continua emocionante.

O desembargador de plantão no TRF-4 Rogério Favreto, filiado ao PT por quase duas décadas, informou em nova decisão, a terceira deste domingo (08), que não é subordinado ao colega relator da Lava Jato na Corte, João Pedro Gebran Neto, e deu o prazo de 01h para que o ex-presidente seja solto.

“Não há qualquer subordinação do signatário a outro colega, mas apenas das decisões às instâncias judiciais superiores, respeitada a convivência harmoniosa das divergências de compreensão e fundamentação das decisões, pois não estamos em regime político e nem judicial de exceção”, escreveu.

“Reitero o conteúdo das decisões anteriores (Eventos 3 e 10), determinando o imediato cumprimento da medida de soltura no prazo máximo de uma hora, face já estar em posse da autoridade policial desdes as 10h, bem como em contado com o delegado plantonista foi esclarecida a competência e vigência da decisão em curso”, termina.

Mais informações a qualquer momento.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.