DPCA investiga o que causou morte de bebê em distrito de Anápolis

Criança tinha apenas um ano e teve o corpo sepultado nesta terça-feira (31)

Da Redação -

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Anápolis já instaurou um inquérito para investigar em quais circunstâncias ocorreu a morte da pequena a pequena Maria Júlia, de apenas um ano.

Informações preliminares da Polícia Civil dão conta que o bebê estava brincando com os primos na casa da família, em Sousânia, no último domingo (29), e teria se afogado em um tanque. Ela já estava desacordada quando foi encontrada.

Inicialmente, Maria Júlia chegou a ser levada para o Hospital de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HUANA), mas precisou ser encaminhada à Santa Casa de Misericórdia, pois necessitava de um leito na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica da unidade. Apesar dos cuidados, ela não resistiu.

PublicidadePublicidade

Responsável pelo caso, a delegada Kênia Segantini contou ao Portal 6 que foi o próprio pai da criança que registrou o boletim de ocorrência na Central de Flagrantes.

“Pelo relato do pai, teria sido realmente um afogamento. Agora a gente vai depender do laudo pericial e cadavérico para confirmar se foi isso mesmo e saber também se houve alguma neglicencia por parte dos responsáveis”, explicou.

De acordo com Kênia, os agentes estão cumprindo diligências em relação ao caso e em breve os pais do bebê serão acionados para comparecer à DPCA e prestarem depoimento.

O corpo de Maria Júlia foi sepultado ainda na terça-feira (31), no Cemitério de Sousânia.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.