Portal 6

‘Superdroga’ apreendida em Anápolis veio direto da Colômbia e custava R$ 20 mil o quilo

(Foto: Divulgação/ PM)

Segundo subcomandante do COD, essa já é a maior apreensão da substância em toda a história de Goiás

Foi como consequência do reforço policial, a partir de uma operação sigilosa do Comando de Operações de Divisa (COD) em Anápolis, que a Polícia Militar conseguiu apreender 50 kg de skank, droga feita com cultivo diferenciado da cannabis, no início da madrugada deste domingo (12).

Segundo o sub-comandante do COD, capitão Castanheira, tudo começou quando um Fiat Pálio com placa de Altamira (PA) foi parado na Avenida Brasil. Dentro do veículo, em atitude suspeita, estavam dois jovens, Bruno e Rafael.

Durante a busca veicular, os policiais encontraram no porta malas uma mochila com quatro tabletes da droga. Foi quando um dos jovens confessou que outra quantidade bem maior estava escondida em uma residência do Jardim Alexandrina.

No endereço, a polícia encontrou mais 50 tabletes da droga dentro de uma mala. Autuados pelos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico, os dois jovens também deram mais detalhes sobre a ‘mercadoria’.

Ela veio diretamente da Colômbia e passou por estados da região Norte do Brasil até chegar em Goiás e serviria para abastecer o comércio local e de Brasília.

Não é qualquer um que consegue consumir o skank. A substância é cara e custa R$ 20 mil o quilo. Toda a droga apreendida foi avaliada em R$ 1 milhão no total.

“Essa já é a maior apreensão de skank em toda a história de Goiás”, ressaltou o capitão Castanheira.

Quer comentar?

Comentários