Funcionária da Maternidade Dr. Adalberto é denunciada por falsidade ideológica

Situação estaria causando prejuízo às finanças do hospital, que passa por dificuldades financeiras e funciona basicamente dos repasses de verba feitas pelo poder público municipal de federal

Da Redação -

Presidente da Maternidade Dr. Adalberto da Silva, localizada no Centro de Anápolis, Antônio Fernandes Júnior teve de denunciar à Polícia Civil um crime que estava acontecendo na instituição.

Conforme o depoimento dele no 1º DP, Marcela de Lima Tavares, que exerce a função de assessora de administração no departamento de Recursos Humanos do hospital e é responsável por informar o pagamento dos dos colaboradores da unidade à Caixa Econômica Federal, estava depositando mais salário para ela mesma e pagando vale transporte para uma funcionária fantasma.

A assessoria, que tem vencimentos de R$ R$ 2.040, estava fazendo retiradas de até R$ 3.400 todo mês, causando prejuízo às finanças da maternidade, que há muito tempo passa por dificuldades financeiras e funciona basicamente por conta dos repasses de verba feitas pelo poder público municipal de federal.

O caso foi registrado como falsidade ideológica (fraude criminosa que consiste na adulteração de documento, público ou particular, para obter vantagem  para si ou terceiros) e também deverá ser remetido ao Ministério Público.

A reportagem do Portal 6 não conseguiu localizar Marcela para comentar a denúncia.

Comprovada a acusação, e se condenada, a mulher pode pegar de um a três anos de reclusão mais multa.

Com informações do radialista Marcelo Santos

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade