PublicidadePublicidade

Detalhes sobre o assassinato no Residencial Copabacana, em Anápolis

Maior desafio do GIH será descobrir quem estava dentro do carro de onde saiu o disparo fatal

Da Redação Da Redação -
PublicidadePublicidade

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Anápolis terá a missão de esclarecer mais um assassinato ocorrido na noite desta quinta-feira (04), no Residencial Copacabana, região Sudoeste de Anápolis.

Edinelson de Souza Pereira, mais conhecido na região como “Radar”, foi executado por um tiro na nuca em via pública.

A vítima, de 31 anos, não morava no bairro.

PublicidadePublicidade

O rapaz, segundo a Polícia Militar, possuía antecedentes criminais e tinha contra ele um mandado de prisão em aberto.

O grande desafio do GIH será descobrir quem estava no Celta do qual saiu o disparo que atingiu fatalmente Edinelson.

Sequer a capsula da bala foi encontrada nas proximidades do corpo, o que indica a premeditação do crime, reforçada pela fuga do motorista após o ocorrido.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade