Polícia Federal investigará veracidade de vídeo que mostra suposto erro em urna

Vídeo que circula nas redes sociais denuncia que o mesmo problema teria acontecido em Anápolis.

Carlos Henrique -

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Rosa Weber, confirmou em entrevista coletiva, na tarde deste domingo (07), que a Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF) estão investigando os vídeos que mostram supostos erros de urnas eletrônicas.

A ministra fez a declaração respondendo uma pergunta sobre a repercussão de uma postagem do candidato a senador pelo Rio de Janeiro, Flávio Bolsonaro, filho do candidato Jair Bolsonaro (PSL).

“Sobre o vídeo postado por candidato com relação a uma urna que teria sido fraudada, acabou de chegar esse vídeo ao conhecimento do TSE e PF e MPF já estão acionados para que sobre essa urna seja constatada a sua existência, retirada, auditada e se houver irregularidade seja constatado, corrigido e a urna retirada.”

PublicidadePublicidade

Antes de receber a denúncia sobre o caso, ela comentou sobre informações que têm circulado nas redes sociais.

“Não necessariamente o que os nossos olhos veem e os nossos ouvidos ouvem correspondem com a realidade. Reafirmo a minha total confiança nas nossas urnas eletrônicas. Onde há homem e mulheres há possibilidade de fraude. O nosso sistema é confiável, nossos sistemas foram aperfeiçoados nesses 22 anos. O que é realmente importante, é um sistema auditável. Permite comprovação e não temos até hoje nenhum caso comprovado de fraude”, concluiu.

Em tempo

Em Anápolis, circula nas redes sociais o registro de uma mulher que alega que a mãe não conseguiu registrar o voto para presidente, pois a votação teria sido encerrada após a confirmação do voto para governador.

Na gravação, que já ultrapassou 64 mil visualizações, ela afirma que o caso foi repassado para os mesários da sessão e registrados em uma ata.

Ainda não houve outras reclamações de fraude na cidade.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.