Através de pai, polícia descobre crime grave entre adolescentes de Anápolis

Estudante ainda tentou inventar uma desculpa, mas não foi suficiente para convencer o genitor

Da Redação -

Atualizado às 18h46 com novas informações

A Polícia Militar foi acionada na sexta-feira (19) para atender uma denúncia de tráfico de drogas no Colégio Estadual Américo Borges de Carvalho, no bairro Jardim Goiano, região Oeste de Anápolis.

De acordo com o radialista Marcelo Santos, o aluno F.M.F, de 13 anos, foi encontrado com papeis de LSD, uma substância alucinógena que provoca alterações no humor.

PublicidadePublicidade

Questionado sobre onde teria conseguido o entorpecente, o aluno afirmou que tinha achado no chão, nas proximidades da instituição.

O pai dele foi chamado para comparecer na unidade e, pressionando o garoto, descobriu que ele havia comprado a droga dentro da própria escola, por R$20.

O responsável pelo repasse do LSD seria o estudante F.V.S, de apenas 15 anos.

Os dois adolescentes foram ouvidos pela PM e o caso foi encaminhado à Polícia Civil, que ficará responsável pela investigação

Nota da Redação

A direção do Colégio Estadual Américo Borges de Carvalho entrou em contato com a redação do Portal 6 e informou em nota que o ocorrido se deu fora das dependências da unidade.

A reportagem reitera que todas as informações foram dadas a partir do Boletim de Ocorrência e considera feita a retratação solicitada pela instituição.

Com a palavra, o Colégio Estadual Américo Borges de Carvalho

A Polícia Militar foi acionada na sexta-feira (19) para atender uma denúncia de tráfico de drogas no Colégio Estadual Américo Borges de Carvalho, no bairro Jardim Goiano, região Oeste de Anápolis. O aluno F.M.F, de 13 anos, foi flagrado por um vizinho na portaria do condomínio que mora recebendo papeis de LSD, uma substância alucinógena que provoca alterações no humor. Questionado pelo pai sobre onde teria conseguido o entorpecente, o aluno afirmou que tinha achado no chão, nas proximidades de casa. O pai dele buscando descobrir o fornecedor procurou a Unidade Escolar ao qual o menino pertencia buscando a elucidação dos fatos e lá encontrou o responsável pelo repasse da droga, o estudante F.V.S, de apenas 14 anos. Os dois adolescentes foram ouvidos pela PM e o caso foi encaminhado à Polícia Civil, que ficará responsável pela investigação.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.