PublicidadePublicidade

Pesquisa mostra quais os aplicativos mobile são os preferidos dos brasileiros

Em contrapartida, as redes sociais se firmam com os principais meios de relacionamento móvel entre as pessoas

Da Redação Da Redação -

A mais nova pesquisa semestral Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre uso de apps no Brasil, que acaba de ser divulgada, relevou o Radar sobre os aplicativos preferidos os internautas brasileira que acessam a Internet pelo smartphone:  em comparação com a edição anterior, publicada em junho deste ano, entraram no Radar os seguintes títulos: Americanas, Deezer, Garena Free Fire, Magazine Luiza, PayPal e Tinder. Ficaram de fora nesta edição o Cartola FC e Duolingo.

A pesquisa também constatou que a fragmentação dos apps na homescreen (a página de entrada do celular) é enorme: nesta edição da pesquisa foram citados 2.006 apps diferentes e a esmagadora maioria é mencionada por menos de 1% dos entrevistados. Somente 43 títulos conseguiram superar a marca de 2%, o que lhes confere o direito de figurar no Radar.

Segundo Fernando Paiva, editor do Mobile Time e coordenador da pesquisa, a massificação dos smartphones, aliada à melhora da performance dos aparelhos e à expansão da cobertura das operadoras móveis, está transformando diversos setores da economia, com destaque para a economia digital.

PublicidadePublicidade

“Na verdade, alguns serviços foram lançados mais cedo e outros mais tarde, mas todos estão em constante adaptação.  Quem saiu na frente gozou das vantagens do pioneirismo, mas também enfrentou a dificuldade de desbravar o desconhecido. Os bancos estão entre os primeiros a surfar na onda da mobilidade. Não à toa seus apps estão entre os mais presentes na homescreen do brasileiro. As empresas nacionais de mídia, por sua vez, vieram depois”.

Segundo Paiva, ao se analisar o resultado, nota-se claramente a enorme força e presença de apps de redes sociais e de comunicação, tanto no seu centro (WhatsApp, Facebook, Instagram) quanto na periferia do radar (Telegram, Skype).

“Isso reforça a posição das redes sociais como meio de comunicação entre as pessoas, grupos de pessoas e empresas. No caso dos apps, reforça-se a heterogeneidade da utilização dos dispositivos móveis pelas pessoas, seja para o entretenimento como para o trabalho. Afinal, o brasileiro é um dos usuários mais conectados do mundo pelo celular”.

Outras categorias também estão em destaque nesta edição do pesquisa semestral Panorama Mobile Time/Opinion Box: os apps globais de conteúdo (YouTube, Netflix e Spotify); bancos com atuação nacional; utilitários do Google (Gmail, Google Maps, Google Chrome); marketplaces (Mercado Livre, OLX, Americanas, Magazine Luiza, iFood) e jogos (Candy Crush, Garena Free Fire). Os únicos representantes das categorias de corridas de automóveis/táxis e de matchmaking são Uber e Tinder, respectivamente.

O relatório também traz dados sobre aplicativos de games (onde 66% dos entrevistados afirmar usar o aparelho para jogar), antivírus e otimização de performance, assim como uma série de outras informações relativas ao comportamento do usuário nacional de smartphone: 64% dos planos de dados e voz são pré-pagos; 60% possuem smartphone há mais de três anos; 91% é usuário de Android; apenas 16% afirma ter comprado um app para seu aparelho; 56% já comprou pelo celular, entre outros dados.

“O relatório tem duas novidades: a verificação da proporção de brasileiros que usam relógios e/ou pulseiras inteligentes, e a inclusão de um guia de prestadores de serviços para apps”, destaca Fernando Paiva.

O questionário foi elaborado por Mobile Time e aplicado on-line por Opinion Box junto a 1.737 brasileiros que acessam a Internet e possuem smartphone, respeitando as proporções de gênero, idade, faixa de renda e distribuição geográfica desse grupo. As entrevistas foram feitas ao longo de novembro de 2018. A margem de erro é de 2.3 pontos percentuais. O grau de confiança é de 95%.

A pesquisa semestral Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre uso de apps no Brasil pode ser baixada gratuitamente aqui.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade