Portal 6

O que a Enel já conseguiu investir em Anápolis, a maior cidade do interior de Goiás

(Foto: Divulgação)

Distribuidora quer melhorar a qualidade do serviço e diminuir as queixas dos consumidores

Gestora da distribuição de energia elétrica em Goiás desde fevereiro de 2017, a Enel passa um momento de expansão nos investimentos para melhorar a qualidade do serviço e diminuir as queixas dos consumidores.

Na região de Anápolis, segundo a empresa, já foram investidos cerca de R$ 110 milhões. Desse montante, um total de R$ 18 milhões foram aplicados somente no município para a modernização e digitalização da rede elétrica. Os recursos também foram utilizados para o incremento das ações de manutenção e aceleração de novas conexões rurais.

Conforme a compania, a digitalização do sistema permitiu a instalação de religadores automáticos de rede. Esses equipamentos permitem identificar e isolar, à distância, eventuais falhas na rede de distribuição.

Como consequência imediata houve a otimização do tempo de recomposição em casos de quedas de energia e redução dos impactos sentidos pelos clientes. “Já foram instalados 117 aparelhos telecomandados no município, beneficiando cerca de 165 mil clientes”, detalha a Enel.

“As ações de modernização do serviço também contemplam a substituição de cabos, postes e equipamentos da rede de distribuição, como a troca de 110 transformadores por outros com maior potência. Essas manutenções contribuem para otimizar a gestão das cargas, garantindo a qualidade do fornecimento na grande Anápolis”, complementa a empresa.

Poda preventiva

Segundo a Enel, uma das principais causas de interrupção do fornecimento está sendo combatida de forma tradicional, por meio da poda preventiva de árvores que estão próximas ou em contato com a rede elétrica.

Em 2019 já foram realizadas aproximadamente 2,9 mil podas em Anápolis. A distribuidora também tem realizado inspeções termográficas com o uso de helicóptero nas redes de média tensão, especialmente em áreas rurais, para auxiliar na identificação de riscos de falhas do sistema elétrico e acelerar ações corretivas.

No município, cerca de 340 quilômetros foram inspecionados em 2018 e neste ano esse procedimento deve atingir um total de 470 quilômetros. Em todo o estado, cerca de 57 mil quilômetros de redes passarão por inspeções aéreas até o fim de 2019.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.